Imagem da matéria: Mais da metade dos Bitcoins está "dormindo", revela Glassnode
Shutterstock

Mesmo com o preço do Bitcoin voltando ao patamar de US$ 30 mil – um valor que não era atingido desde junho de 2022 – parece que o HODL nunca mais sairá de moda.

Mais de metade das unidades existentes da maior criptomoeda não circula há mais de dois anos, segundo dados recentes — um novo recorde histórico. 

Publicidade

A empresa de análise on-chain Glassnode disse ao Decrypt que a quantidade de Bitcoin que se moveu pela última vez há mais de dois anos é atualmente de 53,14%. 

Isso significa que 10,2 milhões de tokens estão parados — o equivalente a cerca de US$ 309 bilhões. Um total de 19,3 milhões de Bitcoins foram extraídos desde que a criptomoeda surgiu. 

Miguel Morel, CEO da Arkham Intelligence, disse que as moedas adormecidas costumam encontrar o seu caminho de volta à circulação ao longo do tempo.

“As moedas foram transferidas organicamente dos que investem no curto prazo e consideram a liquidez presente para aqueles com preferência por um investimento de longo prazo”, disse Morel. “Mesmo com todas as mudanças, para cada vendedor há um comprador.”

Publicidade

Sabe-se que antigos endereços de Bitcoin se movem, com “baleias” — aqueles que acumularam enormes quantidades de criptomoedas, fazendo retornos absurdos — movendo seu investimento para outros endereços. 

Ainda assim, a Glassnode disse que os investidores são menos propensos a gastar moedas . E os dados mostraram anteriormente que aqueles que realmente ganham dinheiro comprando BTC são “investidores sofisticados” que se sentam em grandes quantias por um longo tempo — enquanto o investidor de varejo provavelmente perderá dinheiro. 

“Às vezes, essas moedas nunca voltam ao mercado”, acrescentou Morel.

Bitcoin perdido

O Bitcoin que fica parado por um longo tempo também pode ser em parte atribuído a moedas perdidas: um problema comum para investidores amadores é esquecer as chaves privadas de sua carteira digital.

Os últimos dados surgem no momento em que a maior criptomoeda por capitalização de mercado subiu de valor: o Bitcoin atingiu a marca de US$ 30 mil pela primeira vez em 10 meses e está sendo negociado por US$ 30.229 nesta quarta-feira (12) segundo o CoinGecko . 

Publicidade

No início do ano, o ativo tinha um preço bem inferior a US$ 20 mil — sendo negociado a um preço tão baixo quanto US$ 16.615,00. 

Os investidores claramente esperam que o seu investimento aumente quanto mais tempo se mantiverem nele.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Coinbase sai do ar durante madrugada após interrupção do sistema

Coinbase sai do ar durante madrugada após interrupção do sistema

Embora a Coinbase tenha informado nesta manhã que o problema estava resolvido, sua página de status ainda indica que o app móvel e site estão com “desempenho prejudicado”
Imagem da matéria: Bitso lança carteira Web3 para facilitar conexão com aplicativos DeFi

Bitso lança carteira Web3 para facilitar conexão com aplicativos DeFi

Bitso Web3 Wallet suporta Ethereum, Polygon, Arbitrum, Base e Optimism e permite acesso a mais de 2 mil tokens
solana, criptomoedas,

Este evento vai fazer a Solana atingir US$ 400 este ano, projeta analista

Para analista da Merkle tree, a Solana pode disparar 170% este ano puxado por memecoins ligadas aos candidatos na eleição dos Estados Unidos
Imagem da matéria: 5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

5 coisas para saber sobre o lançamento do token do Notcoin

Quando o token NOT será lançado? Qual o futuro para a Notcoin? É melhor fazer stake dos tokens? Preparamos um resumo para você