Imagem da matéria: LUNA vira ativo tóxico e empresas correm para avisar que não possuem exposição à criptomoeda
(Foto: Shutterstock)

À medida que a stablecoin da Terra, UST, e o token nativo, LUNA, atingem valores mínimos inéditos, muitos na comunidade de criptomoedas estão se esforçando para se distanciar do dano causado pelas criptomoedas do projeto Terra. 

Nesta quarta-feira (11), depois que o UST atingiu uma baixa recorde de US$ 0,30 — a stablecoin foi projetada para ser atrelada ao dólar americano — e a criptomoeda LUNA — que há uma semana valia US$ 87 —  caiu para menos de US$ 1, empresas ligadas ao setor cripto começaram a anunciar publicamente falta de exposição a essas moedas como parte de um esforço para evitar pânico no mercado.

Publicidade

CEOs, cofundadores e investidores correram para o Twitter para fazer tais declarações.

“Dragonfly teve zero exposição à LUNA”, escreveu a conta Darren Lau, se referindo à Dragonfly Capital.

Kyle Samani, cofundador da Multicoin Capital, fez o mesmo — zero LUNA e zero UST.

Ao Decrypt, Samani disse que por que decidiu se juntar ao movimento: “As pessoas já fizeram rumores sobre nós antes. [Eu] imaginei que iriam nos espremer”.

Além de Dragonfly Capital e Multicoin Capital, a Framework também declarou estar em segurança acerca da sangria da UST e da LUNA.

“Framework Ventures não tem exposição a UST ou Terra e todas as empresas do portfólio estão seguras”.

A tendência continuou no Twitter, com talvez algumas empresas preocupadas em permanecer em silêncio para não se implicarem em tal exposição.

6th Man Ventures também copiou. “Acho que todo mundo está fazendo o mesmo agora”.

OnJuno, banco digital para criptos, foi na onda. “Sem exposição ao UST, LUNA e ao ecossistema Terra”.

Como observou um usuário do Twitter, a tendência começou a se assemelhar a publicações que ocorrem geralmente no Facebook, quando há algum desastre e as pessoas dizem estar seguras. “Todos os fundos estão seguros neste exato momento”, escreveu o usuário Gainzy.

Publicidade

Até as coleções de NFT e DAOs foram na onda.

As vozes mais altas, porém, eram silenciosas. Muitos estão correndo para avaliar quais empresas de criptomoedas tiveram participações consideráveis ​​na UST e na LUNA, e quão drástico será o impacto do crash da Terra nessas empresas e, consequentemente, no mercado de criptomoedas mais amplo.

“Muitos investidores de criptomoedas de grande nome estão envergonhados”, escreveu a jornalista Laura Shin. Junto, um print de ‘quem é quem’ dos investidores no setor cripto.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

A plataforma peer-to-peer focada na moeda de privacidade Monero (XMR) citou “uma combinação de fatores internos e externos” para sua decisão de fechar as portas
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”
Vitalik Buterin criador do Ethereum

A proposta de taxas de gás de Vitalik Buterin tornará o Ethereum mais parecido com a Solana?

Vitalik propõe “taxas de gás multidimensionais” e afirma que é uma busca para um sistema mais personalizado e equitativo
Imagem da matéria: Joe Biden promete vetar resolução que visa frear política anticripto da SEC

Joe Biden promete vetar resolução que visa frear política anticripto da SEC

A Casa Branca disse que vetaria uma resolução aprovada hoje pela Câmara dos EUA “para impedir a tomada de poder regulatório da SEC”