Imagem da matéria: Jovens estão tomando riscos demais com forex e criptomoedas, alerta regulador do Reino Unido
(Foto: Shutterstock)

A Autoridade de Conduta Financeira dos Reino Unido (FCA) publicou um estudo sobre os investidores de varejo nesta terça-feira (23). Para a entidade, eles estão tomando riscos exagerados em investimentos voláteis, como é o caso das criptomoedas e do forex.

O estudo mirou nos investidores que operam sozinhos, sem a ajuda de um corretor ou outro especialista, em aplicações de alto risco. Eles contam com a acessibilidade trazida pelos aplicativos de investimento, como o Robinhood, para entrar no mercado sem ter experiência ou conhecimento para isso, na visão da entidade.

Publicidade

Nessa linha, a pesquisa expôs a desconexão desse jovens investidores com a realidade; 45% deles acredita que perder dinheiro não é um risco potencial das suas atividades, mesmo que elas incluam produtos como criptomoedas, forex ou CFDs

Porém, 59% das pessoas ouvidas disse que, caso sofressem um prejuízo significativo, o seu estilo de vida seria impactado negativamente pelas suas escolhas.

Decisões de investimento são irracionais

Os fatores que mais levam os jovens investidores a tomar risco, de acordo com o estudo, são coisas como a “emoção de investir”, o “senso de propriedade sobre as companhias investidas”, a “novidade” e a “competição”.

Por outro lado, incentivos racionais como guardar dinheiro para a aposentadoria ou deixar o dinheiro rendendo foram pouco lembrados pelos investidores.

Publicidade

A pesquisa da FCA mostra que os jovens investidores são suscetíveis a tomar decisões de alto risco por influência de campanhas de marketing agressivas. Ao mesmo tempo, eles não costumam acreditar na opinião de especialistas independentes sobre o mercado financeiro.

Na comparação, a comunidade dos investidores “autônomos” tende a ser mais jovem e mais diversa, sob o ponto de vista étnico e de gênero, do que os investidores mais experientes.

Pandemia da Covid-19 impacta as escolhas dos investidores

A pandemia provocada pela Covid-19 está influenciando na vida dos investidores. 28% dos entrevistados disseram que estão prestando mais atenção no seu portfólio. O motivo é o maior tempo livre para acompanhar os investimentos.

Além disso, metade deles alegou que a pandemia não está afetando as suas finanças negativamente. Isso porque, mesmo nos casos de redução dos proventos, também houve a diminuição de gastos com viagens e outras atividades.

Recomendações da FCA para os novos investidores

A FCA indica que os novos investidores respondam a cinco perguntas antes de aplicar o próprio dinheiro:

  • Estou confortável com o nível de risco tomado?
  • Eu entendo completamente o produto que está sendo oferecido?
  • Estou protegido se as coisas derem errado?
  • Os meus investimentos são regulados?
  • Eu deveria ir atrás de aconselhamento profissional?

Inclusive, a FCA afirma que está trabalhando para banir a veiculação de propagandas em massa sobre produtos financeiros especulativos.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Polkadot gasta US$ 37 milhões com marketing e revolta parte da comunidade

Polkadot gasta US$ 37 milhões com marketing e revolta parte da comunidade

Quanto é demais para gastar em marketing de criptomoedas? Usuários e desenvolvedores da Polkadot debatem em meio às queixas
Imagem da matéria: Jovem executiva usa tokenização para financiar MBA de R$ 570 mil na França

Jovem executiva usa tokenização para financiar MBA de R$ 570 mil na França

Yasmin Hund conseguiu toda a verba necessária para passar um ano na França fazendo MBA, tudo graças à tecnologia blockchain
Moeda prateada de Ethereum (ETH) em frente a um gŕafico de preço com candles em queda

Fundos de investimento em Ethereum sofrem maior saída de capital em dois anos

Com as saídas dos ETPs de Ethereum, os fundos de criptomoedas chegaram à terceira semana consecutiva de fluxo negativo acumulando perdas de US$ 30 milhões
Imagem da matéria: Governo alemão envia mais R$ 96 milhões em Bitcoin para exchanges

Governo alemão envia mais R$ 96 milhões em Bitcoin para exchanges

“Isso resultará em volatilidade, pois grandes transferências podem causar flutuações de preços no curto prazo”, diz analista