Tela de celular do Telegram
Shutterstock

O Notcoin apareceu no radar dos jogadores ligados em criptomoedas no início do ano, quando milhões de usuários do Telegram se aglomeraram no aplicativo de mensagens para se distrair com a curiosa atividade de clicar em moedas — e aparentemente mineravam bilhões de Notcoins no processo.

Mas havia um detalhe curioso: as moedas não eram reais, pelo menos não no sentido de criptomoedas on-chain. Agora, mais de 25 milhões de “Notcoiners” estão freneticamente clicando na mesma moeda brilhante, competindo em equipes e absorvendo mensagens que são um tanto niilistas, mas principalmente humorísticas.

Publicidade

“Não estamos prometendo nada”, disse Sasha Plotvinov, fundador da Open Builders, cuja equipe está desenvolvendo o Notcoin, durante uma entrevista recente com o Decrypt.

Isso é principalmente verdade, mas o Notcoin confirmou que realmente lançará um token on-chain real na The Open Network (TON) nas próximas semanas, e essa vasta base de jogadores que tem clicado incessantemente por essencialmente nada em breve receberá algo.

Um representante da TON disse ao Decrypt que o lançamento do token está atualmente previsto para o final de março ou início de abril.

Mesmo com planos concretos surgindo, o Notcoin ainda parece muito um enigma, mesmo tendo se tornado silenciosamente o que é aparentemente o maior jogo de cripto (pré-jogo de cripto? jogo de cripto em breve?) em termos de base de jogadores. Então, o que é o Notcoin? Colocamos a questão para Plotvinov, e você pode assistir sua resposta completa no vídeo incorporado acima. Aqui está a essência:

Publicidade
  1. Notcoin é um jogo viral de cliques

Esta explicação é a mais óbvia. A jogabilidade central do Notcoin é toda sobre clicar ou tocar na moeda na tela para minerar Notcoin — ou, por enquanto, pelo menos, uma versão puramente no jogo do Notcoin que eventualmente se traduzirá em uma criptomoeda real.

Notcoin não está inovando muito em termos da principal maneira de interagir com o jogo, como já vimos muitos jogos de cliques no passado. Mas há alguns ganchos sociais e meta-narrativos interessantes em torno do clicar que parecem novas maneiras de construir algo em torno da premissa super simples, que apenas atraem alguns jogadores mais profundamente para o experimento.

  1. É uma maneira “justa” de premiar uma tonelada de tokens

Plotvinov disse que esta é uma explicação chave, e começa a tocar no cerne do que realmente é o Notcoin. Claro, é um jogo simples de cliques, mas é um que premiará grandes quantidades do que provavelmente é melhor chamado de moeda meme a um número agora muito grande de pessoas. E esse era o objetivo, ele explicou.

“É basicamente um experimento sobre como distribuir moedas de maneira justa para uma enorme quantidade de pessoas”, disse ele. “A ideia é realmente garantir que não haja grandes lacunas entre aqueles que estão fazendo mais Notcoin e menos Notcoin. Queremos ser um pouco justos e incentivar aqueles usuários que realmente contribuem para o Notcoin.”

Publicidade
  1. É uma maneira mais transparente de lançar um token

Pedir às pessoas para clicar em um botão potencialmente milhares de vezes para receber dinheiro mágico da internet pode soar um pouco absurdo, mas Plotvinov e sua equipe acham que o plano do Notcoin para distribuir tokens é na verdade mais justo e transparente do que muitos outros projetos.

“A Web3 não é realmente saudável às vezes”, ele afirmou. “Muitos projetos estão na verdade jogando um jogo estranho com sua comunidade, apenas tentando enganar as pessoas.”

Ele disse que a equipe do Notcoin está ativamente evitando criar expectativas para os jogadores, e não está vendendo nenhum token antes da distribuição. No final das contas, Plotvinov disse que o objetivo para o Notcoin é tentar trazer as massas para as criptomoedas, atraindo-as com um gancho atraente e removendo as barreiras complexas para manusear os tokens.

“Podemos importar uma certa quantidade de usuários para produtos Web3, ou podemos educá-los e mostrar-lhes o valor da descentralização e assim por diante”, disse ele. “Essa é na verdade a solução para esse tipo de tarefa: como trazer milhões de pessoas, especialmente do Telegram com seus 800 milhões de usuários ativos mensais.”

“Essa audiência está bastante próxima”, Plotvinov concluiu. “Só precisamos criar alguma ponte — em um sentido Web2 — para que eles sejam facilmente integrados às criptomoedas.”

Publicidade

*Traduzido com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Dogwifhat (WIF) cai 15% em meio à fase de baixa das memecoins

Dogwifhat (WIF) cai 15% em meio à fase de baixa das memecoins

Dogwifhat (WIF) caiu dois dígitos durante a noite e continua a se distanciar de sua máxima histórica
Receita Federal, greve, Imposto de Renda, IR 2022

Receita Federal fará consulta pública para atualizar regras de declaração de criptomoedas

Receita Federal quer alinhar a Instrução Normativa 1.888/2019 com o modelo internacional de declaração de ativos digitais
Imagem da matéria: Investidor transforma R$ 20 mil em R$ 178 milhões ao segurar Bitcoin por 12 anos

Investidor transforma R$ 20 mil em R$ 178 milhões ao segurar Bitcoin por 12 anos

Quando o investidor adquiriu 500 BTC em julho de 2012, a quantia valia R$ 20 mil; hoje, ultrapassa R$ 178 milhões
Imagem da matéria: Ethereum atinge a marca de 1 milhão de validadores

Ethereum atinge a marca de 1 milhão de validadores

Com isso, agora são de 32 milhões de Ether em staking, o que equivale a mais de US$ 114 bilhões, representando cerca de 26% da oferta total de Ethereum