Imagem da matéria: Japão: Promotoria pede 10 anos de prisão para ex-CEO da exchange de bitcoin Mt.Gox
Mark Karpelès, o fundador da Mt. Gox

O ex-diretor executivo da falida exchange de bitcoin Mt.Gox, Mark Karpeles, acusado apropriação indevida de fundos de clientes, pode ser condenado a 10 anos de prisão.

De acordo com a mídia local Mainichi, os Promotores não têm medido esforços junto ao Tribunal Distrital de Tóquio para que sua sentença tenha o seguinte desfecho.

Publicidade

Karpeles teria transferido 341 milhões de ienes (cerca de R$ 12 milhões) da exchange para sua conta pessoal entre setembro e dezembro de 2013.

Após isso, ele supostamente construiu um saldo dentro da própria Mt.Gox — que já foi a maior bolsa de bitcoin do mundo.

Segundo investigações, o acusado teria usado, então, o montante desviado para investir em negócios próprios na área de softwares.

O ex-CEO também é acusado de manipular os dados Mt.Gox, causando sensação de desconfiança no bitcoin nos clientes e investidores.

Em julho de 2017, Karpeles se declarou inocente no tribunal às acusações de peculato e manipulação de dados. “Juro por Deus que não sou culpado”, disse.

Publicidade

Em abril deste ano, ele pediu desculpas pela falência da empresa, declarando que nunca imaginava que tudo acabaria daquela maneira.

“Estou arrependido de tudo que aconteceu”.

A Mt.Gox entrou oficialmente em processo de falência em abril de 2014 após alegar ter sido hackeada em 850.000 bitcoins. Parte disso foi localizado posteriormente.

Desde então, o caso segue ainda sem um desfecho. Em julho de 2018, os credores tiveram uma vitória quando o Tribunal emitiu uma ordem aprovando uma petição para iniciar programa de recuperação.

A ação, contudo, envolvia apenas clientes individuais. Corporações que tinham contas na exchange deveriam aguardar para terem seus criptoativos devolvidos.

Publicidade

Segundo o relatório, a Mt. Gox não seria capaz de devolver os BTCs dos acionistas, pois primeiramente seriam ressarcidos os credores comuns.

Conforme publicação da Coindesk nesta quarta-feira (12), no mês passado, Nobuaki Kobayashi — administrador nomeado pelo governo japonês para conduzir a exchange — tentou  estender o prazo para a apresentação de pedidos de reabilitação civil.

O início da queda da Mt.Gox

Em fevereiro de 2014, a Mt.Gox fechou repentinamente todas as transações, causando pânico entre seus clientes em todo o mundo.

Em seguida, anunciou sua insolvência alegando ter perdido cerca de 850.000 bitcoins em um ataque hacker.

Em junho deste ano, o tribunal de Tóquio emitiu uma ordem para iniciar um processo de reabilitação civil para a MtGox, suspendendo o processo de falência.

A empresa deve iniciar o ressarcimentos dos credores com Bitcoin, Bitcoin Cash e dinheiro, previstos para ter início no próximo verão japonês, em 2019.

Publicidade

BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

Talvez você queira ler
michael saylor microstrategy

Aposta certeira de Michael Saylor faz MicroStrategy lucrar R$ 10 bilhões com Bitcoin

Há poucos dias, a empresa liderada por Michael Saylor anunciou um aporte de mais de R$ 3 bilhões em BTCs
Imagem da matéria: Semana Cripto: Bitcoin segue em alta e flerta com US$ 40 mil; mania das memecoins retorna com Elon Musk e Charlie Munger

Semana Cripto: Bitcoin segue em alta e flerta com US$ 40 mil; mania das memecoins retorna com Elon Musk e Charlie Munger

Na última semana os investidores voltaram suas atenções para o Bitcoin e uma série de obscuras memecoins
Imagem da matéria: Bitcoin já vale mais do que Tesla, Meta e a empresa de Warren Buffett

Bitcoin já vale mais do que Tesla, Meta e a empresa de Warren Buffett

Bitcoin agora está entre os sete ativos negociados mais valiosos do mundo, superando a Berkshire Hathaway de Warren Buffett
Moedas de bitcoin sob mesa escura com sigal ETF

Aprovação de ETF de Bitcoin nos EUA é uma “questão de quando, não se”, diz Grayscale

Embora reconheça que os prazos sejam incertos, a Grayscale garante que a aprovação de um ETF de Bitcoin à vista nos EUA é inevitável