Imagem da matéria: Japão prende 30 suspeitos de negociar criptomoedas roubadas em 2018
Foto: Shutterstock

O Departamento de Polícia Metropolitana de Tóquio, no Japão, prendeu 30 pessoas acusadas de negociar criptomoedas da NEM mesmo sabendo que elas foram roubadas da exchange Coincheck em 2018. As informações são do jornal The Mainichi em publicação na sexta-feira (22).

De acordo com as investigações, depois do ciberataque que culminou no sumiço de 500 milhões de XEM, o token nativo da NEM, foi criada uma exchange clandestina para negociação com bitcoin. Estima-se que as negociações envolvendo as 30 pessoas da bolsa clandestina totalizaram cerca de US$ 95 milhões (10 bilhões de ienes), considerando a taxa de câmbio da época, diz a reportagem.

Publicidade

Todos os suspeitos são residentes do Japão, disseram ao jornal pessoas familiarizadas com o assunto. Uma delas, porém, ainda segue sem ter sua identidade revelada.

NEM por Bitcoin

Conforme apurou o The Mainichi, alguns dos suspeitos trocaram o NEM por outras criptomoedas como bitcoin e depois transacionaram os ativos em exchanges tanto de dentro quanto fora do Japão. O esquema, diz o texto, era obter lucros consideráveis com as trocas.

Antes das recentes prisões, duas pessoas já se encontravam sob custódia da polícia japonesa. Eles foram  presos em março do ano passado e acusados posteriormente.

Segundo as investigações, Masaki Kitamoto, de 40 anos, e Takayoshi Doi, de 31, são os suspeitos que mais fizeram volume de negociação em comparação aos demais suspeitos.

Publicidade

O roubo à Coincheck

Em 26 de janeiro de 2018, a Coincheck suspendeu algumas de suas funções. A empresa detectou uma anormalidade e emitiu um aviso sobre a suspensão dos pagamentos. Em seguida, as negociações foram suspensas temporariamente.

Os executivos da empresa confirmaram o roubo no mesmo dia, o maior de toda a história do mercado de criptomoedas na época — US$ 530 milhões.

VOCÊ PODE GOSTAR
barras de ouro

Tensão entre Irã e Israel faz token lastreado em ouro ser negociado com prêmio de 20%

Comentários de um porta-voz da Paxos indicam que a PAXG pode ser usada também para avaliar o pânico do mercado
Imagem da matéria: Briga entre Elon Musk e Alexandre de Moraes pode tirar o X do ar no Brasil?

Briga entre Elon Musk e Alexandre de Moraes pode tirar o X do ar no Brasil?

Troca de farpas entre Elon Musk e ministro do STF levanta possibilidade de suspensão do X/Twitter no país
silhueta de executivo triste em frente a computador

Trader que lucrou milhões com manipulação de preços vai a julgamento; caso pode impactar setor DeFi

Trader que lucrou US$ 100 milhões manipulando preços na exchange descentralizada Mango Markets começa a ser julgado hoje nos EUA
Mineração

Mineradores de Bitcoin disputam mercado com Inteligência Artificial antes do halving, diz Bernstein

Um novo relatório da empresa de investimento destaca o aumento da concorrência entre dois setores que exigem energia e poder de processamento