Janeiro foi o Sétimo Pior Mês da História do Bitcoin



O mês de janeiro fechou em queda após três meses de forte alta. Se considerarmos o valor nominal, janeiro foi o pior mês da história do bitcoin, com uma queda de US$ 3.693,63.

Porém, neste texto, iremos tratar das piores queda em percentuais. E, neste quesito, janeiro de 2018 foi apenas o sétimo pior mês da história da criptomoeda.

Não é fácil encontrar dados históricos do preço do bitcoin anteriores a 2012, porém, ainda assim, algumas plataformas fornecem.

Ao analisar o índice da coindesk que, apesar de só existir desde julho de 2013, nos fornece dados a partir de julho de 2010, quando o bitcoin valia 0,05 centavos de dólar por unidade, obtive os seguintes dados:

Mês/Ano Abertura (USD) Fechamento (USD) %
ago/11 13,35 8,2 38%
set/11 8,2 5,14 38%
out/11 5,14 3,25 36%
dez/13 1.124,76 757,5 32%
fev/14 848,29 543,93 36%
jan/15 319,7 216,91 33%
jan/18 13.860,14 10.166,51 27%

Acima é possível ver os preços (em dólar) de abertura e fechamento dos piores meses que o bitcoin já teve. Janeiro de 2018 foi ruim? Claro, porém, tivemos meses piores. Os valores percentuais estão arredondados para ficar melhor a visualização. Com isso, os meses de agosto e setembro de 2011 estão empatados como os piores meses, com 38% de queda em cada mês.

Outro dado legal a se notar foi que agosto, setembro e outubro de 2011 foram três meses seguidos de fortíssimas quedas. No início de 2011, o preço do bitcoin era de apenas 30 centavos de dólar e chegou a 16 dólares em julho, voltando para apenas 2 dólares em outubro do mesmo ano.

A volatilidade excessiva do bitcoin não é exclusividade atual, isso já ocorre desde sempre como vocês podem observar.

Deixando de lado possível notícias ou motivos para a queda do bitcoin atualmente, onde ele já se encontra abaixo de US$ 9.000, esse texto foi escrito apenas para mostrar que o bitcoin já sofreu quedas muito piores e continua, a cada dia que passa, mais forte do que nunca.