Imagem da matéria: Itamaraty volta a cobrar conhecimento sobre criptomoedas em concurso para diplomata
Foto: Shutterstock

Entre os conhecimentos exigidos no concurso para carreira de diplomata divulgado pelo Instituto Rio Branco está o domínio sobre criptomoedas, blockchain e os impactos de ambos na economia mundial. As informações estão na edição de terça-feira (15) do Diário Oficial da União.

O concurso é para entrada como terceiro-secretário e são 34 vagas. O candidato deve ser fluente em inglês, francês e espanhol e o salário inicial é de R$ 19.199,96 (valor bruto). Sete vagas são destinadas para pessoas negras e duas vagas para pessoas com deficiência.

Publicidade

As inscrições poderão ser feitas entre os dias 25 de fevereiro e 20 de março por meio do site da empresas IADES, que organiza o concurso. A taxa para poder fazer a prova é de R$ 224.

No conteúdo programático sobre Política Internacional, cobrado na primeira e terceira fase do concurso, o último item é “Criptomoedas, blockchain e os impactos na economia mundial”.

A primeira fase é uma prova objetiva, com questões do tipo certo ou errado. A terceira fase é uma prova escrita.

Criptomoedas nos concursos do Itamaraty

O Ministério das Relações Exteriores passou a considerar o conhecimento sobre blockchain e criptomoedas como conteúdo obrigatório já em junho de 2020. O concurso era para a mesma posição de terceiro-secretário e o conhecimento exigido era descrito exatamente da mesma forma.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração da memcoin em Solana Bonk

Como criar uma memecoin em Solana com a Pump.fun

Protocolo viralizou ao permitir a qualquer pessoa criar uma criptomoeda por cerca de R$ 15
Ministro Zhaslan Madiyev ex-gerente Binance Cazaquistão

Gerente da Binance é nomeado ministro de Desenvolvimento Digital no Cazaquistão

Depois de passagens por bancos e órgãos do governo cazaquistanês, Zhaslan Madiyev ocupa agora o maior cargo do Ministério de Desenvolvimento Digital, Inovações e Indústria Aeroespacial
Pessoa inserindo chip no celular

Justiça manda TIM pagar R$ 21 mil a cliente que teve celular clonado e perda de criptomoedas

A partir da clonagem do celular, os invasores tiveram acesso ao email e posteriormente a uma carteira cripto na Binance
Imagem da matéria: Corretoras fazem ação para ajudar vítimas de enchentes no RS; 4 vão dobrar doações de usuários

Corretoras fazem ação para ajudar vítimas de enchentes no RS; 4 vão dobrar doações de usuários

Binance irá doar vouchers de tokens BNB para moradores do Rio Grande do Sul, enquanto Bitso, Foxbit, Bybit e OKX irão dobrar os valores doados por seus clientes