Imagem da matéria: Irmão de dono da Telexfree tenta apagar na Justiça dos EUA ligação com pirâmide
(Foto: Reprodução)

Desde 2018, o ex-líder da Telexfree, Fabio Wanzeler, tenta limpar seu nome nos Estados Unidos, onde vive, e apagar os rastros que o ligam à reconhecida pirâmide financeira, fundada por seu irmão, Carlos Nataniel Wanzeler.

Na segunda-feira (21), conforme noticiou o Behind MLM, site especializado em denunciar golpes, o Tribunal de Falências do Massachusetts negou uma petição de Fabio e deu fim a pretensão dele.

Publicidade

Na proposta rejeitada pela Justiça, Fabio basicamente pedia para não ser mais rotulado como um líder que roubou US$ 633.578 (R$ 3.307 milhões) das vítimas da TelexFree para comprar imóveis. Essa afirmação foi publicada em acordo publicado pela Justiça norte-americana em 2018.

O tribunal, em resposta ao pedido de Fabio, disse que ele está tentando apenas reverter declarações feitas a seu respeito no processo, o que não é válido.

“Tendo revisado o acordo, o Tribunal considera que as declarações nele contidas sobre o Sr. Fabio Wanzeler não são humilhantes e não são proibidas, inclusive por qualquer ordem anterior deste Tribunal. Assim, o pedido do Sr. Fabio Wanzeler para atacar tais declarações foi negado”, escreveu o juíz Melvin S. Hoffman.

Essa foi a terceira tentativa de Fabio de limpar o nome dele da pirâmide, que lesou 1 milhão de credores e deixou um prejuízo de US$ 3 bilhões. As duas anteriores, segundo o Behind MLM, também foram negadas.

VOCÊ PODE GOSTAR
Celular com logo do Pix sob bandeira do Brasil

Pix: Um catalisador para o futuro das finanças descentralizadas no Brasil? | Opinião

Para o autor, o Pix, combinado com os princípios das finanças descentralizadas e conceitos de dinheiro programável, poderia abrir caminho para uma nova era de inovação financeira
Números e letrs douradas sob um placa formam símolo do Real brasileiro

5 vantagens da tokenização de ativos do mundo real (RWA) | Opinião

Para o autor, a custódia de RWA tokenzados é um elemento crucial para a democratização do acesso aos investimentos
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve