Imagem da matéria: Investidores podem levar semanas para conseguir sacar Ethereum (ETH) em staking após a atualização Shanghai
Foto: Shutterstock

O Ethereum mudou para um modelo de proof-of-stake (PoS) em setembro do ano passado, mas ainda há mais uma atualização que precisa ser concluída para permitir que os usuários retirem da rede o seu ether (ETH) em staking.

Esta atualização chegando na próxima quarta-feira (12) – mas o processo de retirada dos ativos digitais pode levar semanas para ser concluído, segundo um analista da plataforma de dados criptográficos Nansen.

Publicidade

Leia também: Tudo que você precisa saber sobre Shanghai, a próxima grande atualização do Ethereum

Após a Fusão de setembro, a transição do Ethereum será concluída com o lançamento da atualização Shanghai no dia 12 de abril, que será emparelhada com outro update chamado Capella.

As atualizações são muito aguardadas pelos usuários que apostaram ETH na rede – seja como validadores individuais ou por meio de plataformas como Lido Finance e Rocket Pool – pois em breve poderão retirar seus ativos e recompensas acumuladas.

Mas os usuários do Ethereum podem não conseguir sacar seus fundos imediatamente ou de uma só vez. De acordo com Andrew Thurman, da Nansen, o tamanho da fila de retirada pode fazer com que os usuários tenham que esperar várias semanas para sacar seus fundos.

“Quando você olha para os fundamentos”, disse Thurman ao Decrypt, “qualquer que seja o impacto das retiradas ao vivo, isso acontecerá por um período de semanas e não dias”.

Publicidade

O processo de atualização do Ethereum 2.0 começou no início de dezembro de 2020 com o lançamento do Beacon Chain, uma blockchain paralela ao Ethereum responsável por gerenciar o processo de staking.

Os validadores foram obrigados a apostar 32 ETH para operar seus próprios nós e garantir o fornecimento contínuo de blocos, processando transações e mantendo a rede.

Para complementar a demanda, plataformas descentralizadas de terceiros, como a Lido Finance, também permitem que os usuários apostem em seu ETH sem a necessidade de gerenciar seus próprios nós validadores. Em troca de depositar ETH no contrato inteligente da Lido Finance, os usuários receberam uma versão apostada de seu ETH – um token ERC-20 conhecido como stETH.

A quantia de stETH que um usuário recebe é equivalente à quantia de ETH que ele deposita, e o valor de stETH permanece atrelado (embora com flutuações) ao valor de ETH.

Publicidade

Após a atualização Shanghai, Thurman acredita que a “proposição de valor de projetos como o Lido será ligeiramente alterada, mas no final não mudará significativamente”.

“Ser capaz de usar seu ETH apostado como uma forma de garantia em DeFi é extremamente importante para qualquer pessoa que esteja buscando qualquer tipo de interesse sofisticado ou estratégia de rendimento”, disse ele.

“Portanto, ainda há definitivamente um papel para esses tokens. Mas acho que a liquidez se torna um pouco menos importante porque os saques estão abertos.”

Quanto está apostado?

Até o momento, mais de 18 milhões de tokens ETH – cerca de US$ 33,6 bilhões – foram apostados e bloqueados na Beacon Chain por 564 mil validadores. O atual rendimento percentual anual (APR) para validadores é de 4,4%, proporcionando um retorno semelhante aos juros para os interessados.

Thurman descreveu a jornada de dois anos do Ethereum para o sistema proof of stake (PoS) como um “evento monumental na história do software de código aberto” e declarou que fazer comparações com um avião que muda de motor no ar “não é exagero”.

Publicidade

À medida que os usuários aguardam a abertura da janela de retirada nesta semana, questões estão sendo levantadas quanto ao cronograma esperado para acessar seus fundos.

De acordo com a Ethereum Foundation, um máximo de 16 retiradas podem ser processadas em um único bloco, totalizando uma produção máxima de 115.200 por dia.

Em teoria, levaria cerca de cinco dias para processar todas as retiradas. As solicitações de demanda quase certamente estenderão esse cronograma, no entanto. A Coinbase, por exemplo, anunciou que “pode levar de semanas a meses [para] processar solicitações de cancelamento”.

Alex Esin, CEO da P2P.org – um provedor de apostas institucionais com mais de US$ 1,2 bilhão em ativos apostados – disse ao Decrypt que “não espera ver um pico massivo de retirada” após a atualização.

“Muitos que já apostaram na Beacon Chain têm alta tolerância ao risco e não estão esperando a data de retirada”, avaliou. Esin acrescentou que as partes interessadas devem avaliar a perspectiva de retirada “contra o crescimento esperado do ecossistema Ethereum e a força da ETH esperada para o próximo ano”.

Mesmo que haja pressa para sacar os fundos apostados, Thurman disse que muito desse ETH pode ser reposto para que os detentores possam continuar ganhando recompensas. Exatamente quanto pode ser apostado novamente, no entanto, é difícil avaliar neste momento. “É como jogar dardos”, disse Thurman.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: STF autoriza extradição de belga preso no Brasil por operar pirâmide com criptomoedas

STF autoriza extradição de belga preso no Brasil por operar pirâmide com criptomoedas

De acordo com as investigações, a pirâmide criada pelo belga prejudicou milhares de investidores em diversos países europeus
logo da solana em celular

São Paulo recebe Solana Build Station no Ibrawork

O ponto alto da última edição das Build Stations no Brasil será o prêmio concedido especialmente durante o Pitch Day, no dia 6 de abril
barras de ouro

Tensão entre Irã e Israel faz token lastreado em ouro ser negociado com prêmio de 20%

Comentários de um porta-voz da Paxos indicam que a PAXG pode ser usada também para avaliar o pânico do mercado
Imagem da matéria: Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos de criptomoedas do Brasil captam mais R$ 50 milhões na semana

Fundos cripto brasileiros ficam pela segunda semana consecutiva atrás apenas dos EUA em captação