Ilustração de hacker encapuzado atrás de vidro com imagem de caveira
Shutterstock

A corretora de criptomoedas sul-coreana Gdac foi hackeada em cerca de US$ 13 milhões no domingo (09). Segundo informações da empresa, nesta segunda-feira (10), os hackers conseguiram transferir os fundos de uma hot wallet (carteira online) para uma conta ainda não identificada. Por conta do ataque, a plataforma suspendeu saques e depósitos.

Conforme nota da Gdac, as criptomoedas drenadas da how wallet compõem 23% de todos os ativos sob custódia da corretora. Dentre os tokens roubados estão 61 bitcoin (BTC); 350 Ethereum (ETH); 10 milhões de tokens wemix (WEMIX); e 220 mil USDT.

Publicidade

“Por volta das 7 horas da manhã de domingo, 09 de abril de 2023, ocorreu um hack na Gdac Hot Wallet, e a seguinte quantidade de ativos foi transferida para uma carteira não identificada. Isso é aproximadamente 23% do total atual de ativos de custódia da Gdac”, diz um trecho da publicação.

A Gdac disse que notificou as autoridades sobre o hack e está trabalhando para recuperar os fundos e que já solicitou às várias exchanges que bloqueiem imediatamente o depósito no endereço onde ocorreu o saque.

VOCÊ PODE GOSTAR
Foco em uma moeda dourada de Ethereum (ETH)

Aprovação do ETF de Ethereum pode acontecer antes do esperado, diz Coinbase

Maior exchange de criptomoedas dos EUA, a Coinbase está confiante de que a SEC aprovará ETFs de Ethereum à vista muito em breve, apesar do pessimismo mais amplo
Bitcoin e grafico de mercado

Traders de Bitcoin miram US$ 74 mil já na próxima semana com nova onda de fluxo positivo para ETFs

Com ETFs registrando quatro dias seguidos de entradas e dados de inflação nos EUA abaixo do esperado, o Bitcoin já começou a retomar a alta e superou os US$ 66 mil
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Fundos cripto do Brasil captam mais R$ 1,5 mi e chegam a 21ª semana consecutiva de entradas

Vindo de uma grande sequência de captação, fundos de criptomoedas do Brasil estão em 3º lugar no ranking global, atrás apenas dos EUA e Hong Kong
Imagem da matéria: Merge Madrid: encontro Web3 promete unir Europa e América Latina em outubro

Merge Madrid: encontro Web3 promete unir Europa e América Latina em outubro

De 8 a 10 de outubro, pontos chave da cidade de Madri atrairão o ecossistema Web3 sob uma perspectiva de negócios, legal e técnica