Imagem da matéria: Investidores Japoneses Podem Estar Abastecendo a Próxima Bolha das Altcoins

A crescente do mercado japonês de criptomoedas levou ao aumento de preços do Bitcoin nos últimos meses. Alguns analistas, incluindo Koji Higashi, líder do projeto da ORB e co-fundador da IndieSquare, acreditam que os investidores japoneses podem estar liderando a próxima bolha das moedas alternativas (altcoins).

Leia Também:Top 10 Altcoins: Tudo o que você precisa saber sobre as concorrentes do Bitcoin

Japoneses estão aderindo ao Bitcoin mais do que o esperado

Bolsas de Bitcoin se multiplicam no Japão com aumento de investidores institucionais

Crescimento em forma de bolha do mercado de ICO e das Altcoins

Como muitos investidores, Higashi permaneceu cético em relação a esse crescimento semelhante ao da bolha do mercado de ICO e altcoin porque havia pouco ou nenhum dado de mercado e evidências reais para complementar ou justificar o crescimento recente do mercado. Projetos ligados a Blockchain que ainda nem concluíram o teste alfa para beta de seu software e a base de usuários reais garantidos levantaram dezenas de milhões de dólares vendendo seus tokens.

Publicidade

De acordo com Higashi, “dinheiro não tão inteligente” está fluindo para os mercados de altcoin e ICO, liderados por investidores japoneses. Ele disse:

Eu acho que eu sei a resposta agora. Novos investidores japoneses estão conduzindo esta grande bolha de altcoin e investem dinheiro sem pensar e está fluindo para o espaço especialmente em altcoins em uma taxa bastante preocupante.

Ripple no Japão

Por exemplo, Higashi observou que a Ripple (XRP) é uma das altcoins mais populares no mercado de criptomoedas japonês devido a bancos Japoneses começarem a experimentar a Ripple.

Focando no crescimento recente de Ripple, Higashi escreveu:

“XRP tem sido popular por um longo tempo no Japão por qualquer que seja a razão. Talvez seja porque os grandes bancos japoneses estão experimentando a tecnologia Ripple e as pessoas aqui tendem a ter muita fé em bancos e grandes instituições com as quais a Ripple Labs está se associando “.

No entanto, Higashi explicou que a maioria dos investidores em altcoins como Ripple e NEM, os dois altcoins mais populares que estão sendo negociados no Japão atualmente, têm pouca ou nenhuma compreensão de seu propósito e origem de valor. Ele simplesmente observou que as criptomoedas se tornaram a nova tendência de investimento.

“Outra coisa a notar sobre esta nova tendência é a falta geral de compreensão ou apreciação da tecnologia por muitos dos novos usuários. Isso não é surpresa e todos nós estivemos lá em um ponto, mas a nova onda de investidores japoneses parece estar exibindo um novo nível de incompreensão e tomada de decisão equivocada na minha opinião “, disse Higashi.

Publicidade

O que ele quis dizer é que muitos dos novos investidores não fazer ideia do que estão investindo. Não conhecem a tecnologia por trás e como funciona, seus prós e contras. E isso é um tópico negativo. Estão comprando apenas pela recente valorização.

VOCÊ PODE GOSTAR
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink
Imagem por detrás de uma pessoa algemada

Interpol prende hacker que roubou R$ 260 mil da Polícia de Buenos Aires e lavou fundos com USDT

Liderado por um venezuelano, preso nos EUA, o grupo roubou R$ 8 milhões de entidades argentinas através de um malware de origem brasileira
Costas de um policial de Hong Kong

Empresário e filho se entregam à polícia após sequestrarem investidora de criptomoedas

A dupla teria tentado acertar as contas com a mulher de 55 anos que teria intermediado um investimento de cerca de R$ 10 milhões em criptomoedas