Inglaterra vai usar dinheiro de contas inativas por mais de 15 anos contra a crise

Fundos serão usados para doações a instituições de caridade

Inglaterra vai usar dinheiro de contas inativas por mais de 15 anos contra a crise
Foto: Shutterstock


O governo da Inglaterra anunciou que vai liberar cerca de R$ 1 bilhão (£ 150 milhões) de contas inativas para ajudar empresas, instituições de caridade e combater o desemprego de jovens. O anúncio foi feito na quarta-feira (20) pelo secretário de Cultura, Oliver Dowden, durante coletiva de imprensa sobre a crise do novo coronavírus.

“Estamos liberando 150 milhões de libras em contas inativas para ajudar as empresas sociais a obterem crédito acessível a pessoas que estão financeiramente vulneráveis ​​e apoiar instituições de caridade que combatem o desemprego entre os jovens”, disse o o secretário.

Segundo o Sky News, o dinheiro foi confiscado em 2011 em uma ação onde 30 empresas transferiram voluntariamente fundos de contas que estavam inativas por 15 anos para então ser usado pelo governo em boas causas.

De acordo como site, um total de 79 milhões de libras já foi desbloqueado e o governo acelera para liberar os outros 71 milhões de libras.

As empresas sociais que Dowden vai indicar são instituições que têm programa social e de meio ambiente e que atuam como entidades sem fins lucrativos.

“Nossas instituições de caridade, grandes e pequenas, realmente estão na vanguarda do esforço nacional para derrotar o coronavírus”, acrescentou.

Em 2011, o governo britânico considerou contas inativas aquelas que estavam sem movimentação há pelo menos 15 anos. Agora elas vão ser usadas como um tipo de lastro para ajudar no combate à pandemia.



O dinheiro será somado aos £ 750 milhões (cerca de R$ 5 bilhões) em subsídios diretos em dinheiro já anunciados pelo governo para instituições de caridade.

Coronavírus no Reino Unido

O governo do Reino Unido já confirmou cerca de 250 mil casos de Covid-19; Até a quarta-feira (20) 35.786 pessoas já morreram por conta da doença.

Recentemente o Brasil superou a marca de número de infectados do país britânico e agora têm mais de 291 mil infectados.

Os números fazem com que o Brasil ocupe a casa do terceiro país no mundo com mais casos da doença, ficando atrás somente de EUA e Rússia, com aproximadamente 1,5 milhão e 317 mil de infectados, respectivamente.

Apesar disso, o número de mortes no Brasil é menor que do Reino Unido; Até o momento, 18.859 de pessoas não resistiram ao novo vírus. Conforme dados atualizados pelo Ministério da Saúde, só nas últimas 24 horas foram registradas 888 novos casos.


BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br