Imagem da matéria: Influencer é punida por promover criptomoeda que foi a zero e paga multa de mais de US$ 1 milhão
(Foto: Shutterstock)

A celebridade de reality shows Kim Kardashian fechou um acordo com a SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos) por promover em 2021 a criptomoeda EthereumMax. A influenciadora concordou em pagar uma multa de US$ 1,26 milhão para resolver o imbróglio.

Segundo o comunicado divulgado pela SEC para a imprensa, Kardashian cometeu uma infração ao não divulgar que recebeu US$ 250 mil para divulgar em seu Instagram o token EthereumMax.

Publicidade

O conteúdo da Kardashian fornecia instruções para potenciais investidores comprarem os tokens. Além da multa, Kardashian concordou em passar três anos sem fazer nenhuma divulgação de criptoativos.  

O EthereumMax não tem relação com o Ether (ETH). Trata-se de um token ERC 20 que roda na blockchain do Ethereum, como diversos outros, e aparentemente é só mais uma criptomoeda tentando surfar uma onda — nesse caso pegando até o nome do Ethereum para ganhar credibilidade. 

Gary Gensler, presidente da SEC, comentou sobre o caso: “Este caso é um lembrete de que, quando celebridades ou influenciadores endossam oportunidades de investimento, incluindo títulos de ativos criptográficos, isso não significa que esses produtos de investimento sejam adequados para todos os investidores”. 

O regulador até fez uma publicação em seu Twitter, afirmando que o caso Kardashian era um exemplo de como os conselhos de celebridades e influenciadores não estão muitas vezes alinhados com o interesse econômico de seus seguidores.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Manhã Cripto: Bitcoin sobe 4% e Ethereum salta 7% puxados por ETFs em Hong Kong e alívio de tensões no Oriente Médio

Após forte queda no fim de semana, Bitcoin e Ethereum voltam a ganhar força com notícias de que Hong Kong aprovou ETFs das criptomoedas
silhueta de homem com celular e logo da coinbase no fundo

Coinbase entra com recurso contra decisão em caso contra a SEC

Ao interpor o recurso, a Coinbase alega motivos substanciais para divergências de opinião, segundo disse o site The Block citando uma pessoa familiarizada com o caso
bitcoin preso a correntes

Angola proíbe mineração de criptomoedas e China repercute

Embaixada pediu aos chineses que vivem no país sul-africano para não apoiarem ou se envolverem com mineração
Imagem da matéria: PayPal quer dar recompensas extras a mineradores de Bitcoin que usam energia renovável

PayPal quer dar recompensas extras a mineradores de Bitcoin que usam energia renovável

O plano do PayPal é acelerar a transição para energia limpa na mineração da criptomoeda