Mão com luva preta sai de tela de computador emira uma carteira aberta com moedas douradas expostas
Shutterstock

O irmão de um réu acusado de crime de lavagem de dinheiro na deep web conseguiu acessar uma carteira física de bitcoin confiscada pela polícia e roubar 712 BTC, antes que os agentes o fizessem.

O caso aconteceu nos EUA em 2020 e foi revelado pelo Departamento de Justiça (DoJ) do país na sexta-feira (06). Gary James Harmon, de Cleveland, Ohio, se declarou culpado no mesmo dia.

Publicidade

O caso foi investigado pelo FBI e pela Receita Federal americana (IRS). De acordo com o DoJ, em fevereiro de 2020, o irmão de Gary, Larry Harmon, foi preso por lavagem de dinheiro usando criptomoedas com valor estimado em US$ 300 milhões na deep web. Conforme explica a agência, ele usou um serviço de mixer de criptomoedas chamado Helix.

Na ocasião, a polícia apreendeu vários ativos, incluindo uma carteira física de bitcoin, a qual os agentes não conseguiram acessar por falta da senha, conforme descreve a agẽncia.

“A aplicação da lei foi inicialmente incapaz de recuperar o bitcoin armazenado no dispositivo devido aos recursos de segurança adicionais do dispositivo”, diz um trecho do documento.

Gary, então, sabendo que os BTCs estavam prestes a serem acessados pelo governo americano, “usou as credenciais de seu irmão para recriar as carteiras contidas no dispositivo e transferir secretamente mais de 712 bitcoins, avaliados em aproximadamente $ 4,8 milhões na época, para suas próprias carteiras — roubando esses fundos e obstruindo o processo criminal de confisco pendente”.

Publicidade

Seguindo o exemplo do irmão, ele também usou um serviço de mixagem de ativos para driblar as investigações, usando mais tarde os BTCs para realizar grandes compras e cobrir despesas. Seu irmão, Larry, se declarou culpado de conspiração para lavagem de dinheiro em conexão com seu caso em agosto de 2021.

Gary também concordou com o confisco de criptomoedas e outras propriedades suas derivadas dos rendimentos obtidos de forma fraudulenta, incluindo 647 bitcoins, 2 Ethereum (ETH) e 17.404.400 Dogecoins (DOGE), totalizando cerca de US$ 12 milhões, concluiu o DoJ.

Já pensou em inserir o seu negócio na nova economia digital? Se você tem um projeto, você pode tokenizar. Clique aqui, inscreva-se no programa Tokenize Sua Ideia e entre para o universo da Web 3.0!

VOCÊ PODE GOSTAR
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
Imagem da matéria: Tether e Circle "imprimem" US$ 1,25 bilhão em stablecoins em um único dia

Tether e Circle “imprimem” US$ 1,25 bilhão em stablecoins em um único dia

Desde o início do ano já foram emitidos US$ 30 bilhões em stablecoins; aquecimento parece estar relacionado à expectativa pelos ETFs de Ethereum
bitcoin brilhando na mão

Semler Scientific investe US$ 40 milhões em Bitcoin e ações disparam 25%

As ações da Semler Scientific subiram 25% após a entidade anunciar a adoção do Bitcoin como principal ativo de reserva do tesouro
Imagem da matéria: Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin subiu cerca de 3% no último dia e no período de uma semana valorizou em 9%