Homem perde R$ 290 mil em esquema que usava nome similar à seguradora Sul América

Homem perde R$ 290 mil em esquema que usava nome similar à seguradora Sul América
Foto: Shutterstock


Sob a promessa de 15% de rentabilidade por mês com criptomoedas, um homem aplicou R$ 290 mil na empresa EBit FX, a qual contava com o aval de uma suposta seguradora que imitava o nome da Sul América. Esse investidor, porém, perdeu o dinheiro e agora espera solução da Justiça.

Após analisar o caso, o juiz Cleber de Andrade Pinto, da 16ª Vara Cível de Brasília, entendeu que há suspeita de se tratar de fraude no mercado e acabou concedendo a liminar para bloquear as contas da EBit FX bem como dos seu responsável Luciano Hespporte Iwamoto até o limite do valor que foi perdido pela vítima.

De acordo com o magistrado, há uma investigação em curso contra os envolvidos:

“É fato notório que tanto a empresa E-Bit intermediação S/A quanto o requerido Luciano Hespporte Iwamoto, sócio da pessoa jurídica em questão, estão sendo investigados por suposta prática de pirâmide financeira”. 

Falsa Sul América

O juiz não ordenou o bloqueio das contas da SulAmericana Afiançadora Ltda. Ele entendeu que não há indício de que essa empresa fazia parte da suposta pirâmide financeira. A vítima afirmou nos autos que “as operações contratadas foram seguradas pela requerida SulAmericana”.

Ele narrou nos autos que firmou contrato com a E-Bit FX sob a promessa de que teria rendimento de mensal de “15% sobre o capital investido pelo prazo de 12 meses”.

Foram aplicados R$ 290 mil e desde janeiro deste ano, “os requeridos deixaram de efetuar os pagamentos prometidos tanto do valor principal quanto dos juros”. De acordo com a vítima, em março deste ano chegou a relatar o problema para a suposta seguradora, mas nada:



“Apesar de ter comunicado o sinistro em 31/03/2020, até o momento não foram pagos os valores segurados, sendo que o prazo contratual de resposta é de 30 dias”.  

A saída, então, encontrada foi buscar a Justiça. Ele pediu que as contas fossem bloqueadas no limite de R$ 554.846,24, mas o juiz acabou achando por bem, bloquear apenas as contas até o limite do valor que foi investido. 

SulAmericana sem autorização

Apesar da semelhança do nome, a Sul Americana nada tem a ver com a Sul América seguros S.A. O Portal do Bitcoin consultou no site da Receita Federal os CNPJs tanto das duas empresas.

A Sul América Companhia Nacional de Seguros Seguros é uma Sociedade Anônima autorizada a funcionar pela Susep (Superintendência de Seguros Privados) inscrita no CNPJ 33.041.062/0001-09.

No seu Quadro Societário, contudo, não consta o nome de Edson Cerone e nem de Ana Paula Barros, os quais são os únicos sócios e responsáveis pela Sul Americana Afiançadora Ltda. Essa empresa, que possui o CNPJ 12.115.678/0001-07, não está entre as empresas com autorização da Susep

E-Bit FX, uma empresa suspeita

A E-Bit FX, por sua vez, conforme o próprio magistrado afirmou é suspeita de atuar de forma fraudulenta no mercado. 

Andrade Pinto mencionou, portanto, na sua decisão que “há indícios, também, de que a empresa requerida não teria autorização da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) para intermediar negócios envolvendo criptomoedas”. 

No site, a E-Bit FX afirma que sua atividade não é regulada pela CVM, pois ela não estaria transacionando Valores Mobiliários. A empresa não menciona no site coisa alguma de retorno financeiro elevado. E, até menciona que há o risco de perda de Capital investido.

O fato, entretanto, é que a empresa mantém um canal no Youtube e num dos vídeos ela promete a  “maior rentabilidade do mercado digital” e afirma ter uma equipe de traders trabalhando pelos clientes.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br