Imagem da matéria: Holding da Tailândia quer criar maior centro de mineração de Bitcoin da Ásia
Foto: Shutterstock

A holding Jasmine International (JAS), gigante tailandesa do setor de telecomunicação e TI, deu sinal verde para sua subsidiária Jasmine Telecom Systems (JTS) construir o maior centro de mineração de Bitcoin (BTC) do sudoeste asiático, segundo informações publicadas pelo site local Kaohoon na semana passada. A JTS pretende começar a operar até 2024, antes do próximo halving do BTC.

De acordo com o portal, a empresa já deu início à logística para o Data Center Jastel, que fica em Nonthaburi, cidade a 20 minutos da capital Bangkok, e deve começar a instalação neste terceiro trimestre. Ainda segundo o site, a empresa também já assinou um contrato com cerca de 500 mineradores. Pelo menos 5.000 máquinas vão dar início às operações no início de 2022.

Publicidade

A JTS pretende expandir sua capacidade de mineração para 50.000 máquinas nos próximos anos e obter uma taxa de 5 EH/s (exahashes por segundo), o suficiente para minerar 16.000 BTCs por ano, “cerca de 5% da capacidade total de mineração global”, descreveu o kaohoon. Esses números transformam o local no maior centro de mineração do sudeste asiático.

Dusit Srisangaoran, presidente da JTS, disse que a companhia vem estudando o Bitcoin há algum tempo e que agora é um bom momento para a empreitada por causa da adoção generalizada das criptomoedas.

Para o CEO da Jasmine International, Subhoj Sunyabhisithkul, esse é um passo significativo para o grupo porque a mineração é um negócio desafiador e porque as criptomoedas são uma “megatendência mundial”. Segundo o site, Subhoj acredita veementemente no projeto de mineração de bitcoin e já idealiza novos negócios para o futuro da empresa.

Mineração caseira acaba em morte

Enquanto grandes empresas de mineração de criptomoedas tentam aumentar seus estoques ou entrar para o mercado, os mineradores caseiros continuam se arriscando com rigs mal instaladas em locais inapropriados.

Publicidade

O caso de um minerador tailandês chamado Danai Makmek comprova tais riscos. Há cerca de duas semanas, ele foi encontrado morto em sua casa na província de Chonburi.

Os policiais abriram uma investigação para apurar o ocorrido, mas a hipótese principal é que a morte foi provocada por uma grande carga elétrica que atingiu Danai enquanto ele tentava resolver o problema por conta própria, em vez de aguardar a chegada de um eletricista.

VOCÊ PODE GOSTAR
Baleia dourada envolto a moedas de bitcoin

Baleia adormecida por 14 anos movimenta R$ 17 milhões em Bitcoin

As transações dos 50 BTCs oriundos da recompensa de bloco em 2010 ocorreram nesta manhã de segunda-feira (15)
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Fundador da FTX recorre de sentença de 25 anos e Bitcoin (BTC) estaciona em US$ 70 mil

Manhã Cripto: Fundador da FTX recorre de sentença de 25 anos e Bitcoin (BTC) estaciona em US$ 70 mil

Mercado de criptomoedas opera sem tendência definida nesta sexta-feira (12), apesar do fluxo negativo de fundos com exposição direta ao Bitcoin
BTC bitcoin na frente de nota de dólar de 1 milhão

Preço do Bitcoin aumenta com otimismo de Biden sobre queda de juros do Fed ainda este ano

“Mantenho minha previsão de que, antes do final do ano, haverá um corte nas taxas”, disse o presidente dos Estados Unidos
Celular com gráficos de ações e criptomoedas em queda no fundo

Preço de tokens BRC-20 da rede Bitcoin despencam antes do halving — Runes é o culpado?

Em semana crucial para a principal rede de criptomoedas, a ORDI caiu mais de 40%