Imagem da matéria: Hashflare, uma Mineradora de Bitcoin na Nuvem, Fecha as Portas
Foto: Shutterstock

A Hashflare, uma das maiores mineradoras de bitcoin na nuvem, terminou repentinamente os contratos de mineração de bitcoin.

Em um comunicado oficial, a empresa afirmou que eles desativariam seu hardware de mineração e terminariam efetivamente todos os contratos de mineração baseados em SHA-256. A empresa disse:

Publicidade

“A mineração de BTC continua não sendo rentável, à luz do qual gostaríamos de informar que em 18.07.2018 fomos forçados a começar a desabilitar o hardware SHA e hoje, em 20.07.2018, paramos o serviço de mineração de contratos ativos SHA-256 de acordo com a cláusula 5.5 dos nossos Termos de Serviço”

Eles mencionaram que, por mais de um mês, os lucros da mineração foram menores do que a taxa de manutenção, resultando em nenhuma compensação aos usuários que compraram seus contratos de mineração. Embora tenham afirmado que tentaram várias soluções técnicas, o mercado em baixa e a instabilidade que cerca o ecossistema são, supostamente, os motivos da falta de lucros para os clientes.

Os termos do serviço afirmam que “se a mineração continuar não sendo lucrativa por 21 dias consecutivos, o serviço será encerrado permanentemente”

Hashflare não mencionou o que eles fariam com relação aos fundos que estavam presentes nas contas dos usuários antes do cancelamento de seus contratos, o que causou muita indignação e a suspeita de que tudo faça parte de um grande golpe. Especialmente dado que eles venderam contratos mesmo após 21 dias consecutivos de falta de rentabilidade.

Outras coisas estão deixando os usuários insatisfeitos, como o aumento da quantidade mínima para realizar saques. Atualmente o saque mínimo é de 0.01 BTC. Além disso, em 19 de julho, a Hashflare anunciou que os clientes da plataforma teriam que realizar um processo de KYC/AML, para verificar a identidade dos usuários, o que provavelmente visa dificultar mais ainda a realização dos saques.

Publicidade

Eles declararam:

“Estamos sempre atentos às normas e regulamentos internacionais existentes e a atualização atual visa garantir a conformidade com os padrões KYC/AML. Para fornecer nossos serviços, somos periodicamente solicitados a identificar usuários em nossa plataforma.

A dificuldade de mineração de Bitcoin aumentou muito em comparação com o final de novembro de 2017. Estima-se que o próximo ciclo de dificuldade aumente 10,80%

Aumento do poder de mineração do bitcoin

Apesar da queda de preços do Bitcoin em 2018, o hash rate da rede (poder de computação usado na mineração) continua a aumentar em um ritmo surpreendente. Desde 1º de janeiro de 2018, o hash rate aumentou 155%.

O crescimento contínuo demonstra uma forte e contínua crença dos mineradores no futuro do BTC, dado que para minerar é necessário que você tenha um alto investimento inicial que, para ser pago, a criptomoeda precisa se manter acima de um preço X no futuro, calculado dependendo dos custos de cada minerador.

Hashrate vs Preço

Embora o preço do Bitcoin (verde) e o hashrate (azul) tenham aumentado em 2017, a taxa de hash continuou a crescer em 2018, enquanto o preço caiu.

Publicidade

Compre Bitcoin no Celular

A BitcoinTrade é a melhor plataforma para operar criptomoedas do Brasil.
Compre Bitcoin, Ethereum e Litecoin com segurança e liquidez, diretamente pelo app.
Baixe agora e aproveite, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
o que é mineração de bitcoin

Dificuldade de mineração de Bitcoin está despencando, mas por quê?

A redução no preço do Bitcoin, combinada com a diminuição das recompensas de mineração, resulta em menos mineradores e em uma rede menos robusta — pelo menos por enquanto
trader segura moeda de bitcoin em frente a grafico em computador

Bolsa de Chicago planeja lançar negociação de Bitcoin à vista, diz jornal

O objetivo é capitalizar a crescente demanda este ano entre os gestores de Wall Street para ganhar exposição ao setor de criptomoedas
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Nathalia Arcuri falando em evento

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria de conteúdo via blockchain

Mercado Bitcoin e Nathalia Arcuri firmam parceria via blockchain e promovem educação financeira de criptoeconomia gratuita