Investidor desesperado com gráficos de queda ao fundo
Shutterstock

O protocolo de criptomoedas Jimbos foi hackeado neste domingo (28) apenas três dias após o lançamento de sua versão 2.0. O invasor conseguiu drenar 4.090 ethers (ETH), o equivalente a cerca de US$ 7,5 milhões ou R$ 37 milhões.

Segundo o perfil da empresa de segurança PeckShield, o hacker usou um ataque do tipo flash loan (empréstimo-relâmpago) para se aproveitar de uma falha no sistema do protocolo e roubar os tokens.

Publicidade

Logo após a drenagem da versao 2.0, o preço do token nativo do projeto, JIMBO, caiu de US$ 0,24 para próximo do zero, segundo a exchange descentralizada TraderJoe.

“Estamos informados sobre a exploração do nosso protocolo e estamos em contato com polícia e com profissionais de segurança. Divulgaremos mais informações assim que for possível”, afirmou o Jimbos em seu canal no Twitter.

Baseado na rede Arbitrum , o Jimbos é um protocolo que tenta criar um token com uma preço semi-estével usando vários ativos como lastro. O projeto tenta usar o seu próprio pool de liquidez como sustentação para o preço, junto com sistemas de incentivo e taxas.

A curta trajetória do Jimbois tem sido marcada por problemas. O protocolo iniciou as operações no último dia 16, mas logo após o lançamento o sistema travou devido a um bug em um contrato inteligente. A equipe pediu que os usuário parassem de usar o projeto até o lançamento de uma versão 2.0 com as correções, o que foi feito esta semana – poucos dias antes do ataque deste domingo.

Publicidade

O próprio site do projeto Jimbos já traz um aviso sobre os riscos da operação: “Esses mecanismos são experimentais, esses contratos não são auditados e qualquer quantidade de dinheiro que você investir neste protocolo pode ser perdida a qualquer momento por circunstâncias não previstas”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Tela de computador com logotipo da Binance e lente de aumento

Binance aumenta capital da B Fintech em 37.300%, indo de R$ 50 mil para R$ 18,7 milhões

B Fintech é o nome da Binance nos registros empresariais do Brasil
Imagem da matéria: Bradesco, Banco Pan, Neon e Next ficam fora do ar durante pane cibernética mundial

Bradesco, Banco Pan, Neon e Next ficam fora do ar durante pane cibernética mundial

Diversos bancos e instituições financeiras do Brasil ficaram várias horas fora do ar nesta sexta-feira
Imagem da matéria: Mercado Bitcoin deixa ABcripto por diferença de valores e possível entrada futura da Binance

Mercado Bitcoin deixa ABcripto por diferença de valores e possível entrada futura da Binance

“Não queremos estar lá quando a Binance estiver associada, porque estamos no espectro totalmente oposto”, diz CEO Reinaldo Rabelo
CEO da Messari Ryan Selkis

CEO da Messari renuncia após apoio extremista a Trump gerar reações negativas

Ryan Selkis disse a um usuário não americano do Crypto Twitter que ele deveria ser deportado do país por suas “visões esquerdistas”