moeda de bitcoin ao lado de tela com sigla NFT
Shutterstock

Entre as multidões na conferência Bitcoin 2023 que ocorreu em Miami, EUA, na semana passada, havia grupos de desenvolvedores do Ethereum (ETH) atraídos pelo ‘efeito Ordinals’ na maior e mais antiga criptomoeda do mundo.

Vários desenvolvedores com raízes na Web3 participaram da conferência por causa do Ordinals, o protocolo lançado no início deste ano que conquistou o Bitcoin (BTC) — provocando hype e uma onda de inovação e experimentação.

Publicidade

A OrdinalSafe, uma carteira Bitcoin de autocustódia criada para a Ordinals, estava entre as startups presentes com o Ethereum em suas veias. A maior parte de sua equipe de desenvolvimento tem experiência em trabalhar com a segunda maior criptomoeda por capitalização de mercado.

A startup participou do concurso “Pitch Day” do evento e acabou conquistando o segundo lugar na categoria de infraestrutura da competição. Segundo o CEO da OrdinalSafe, Esad Yusuf Atik, a empreitada foi uma conquista notável e uma experiência memorável.

“É a sua primeira vez nesse palco e você está tentando vender a visão do seu produto para outras pessoas, então quer fazer um bom trabalho. Eu estava muito nervoso, mas subir ao palco para receber o prêmio foi ótimo”, disse ele.

Atik, um desenvolvedor de 22 anos da Turquia, entrou na onda da Web3 pela primeira vez quando participou de um hackathon em 2020. Anteriormente, ele e alguns membros da equipe OrdinalSafe, desenvolveram o protocolo ‘Proof of Innocence’ para uma empresa chamada Chainway.

Publicidade

Desenvolvido para o Tornado Cash — um misturador de moedas Ethereum sancionado pelos EUA no verão passado — o protocolo foi projetado para ajudar os usuários a provar que não depositaram fundos de um endereço de carteira sancionado.

O projeto “recebeu uma atenção muito boa”, disse Atik, acrescentando que ele e os desenvolvedores que trabalharam no protocolo recentemente conheceram o cofundador da Ethereum, Vitalik Buterin, em Montenegro.

Ele acrescentou que Buterin falou sobre Proof of Innocence no palco da Conferência de Desenvolvimento da Comunidade Ethereum. Mas, em fevereiro, Atik soube dos Ordinais no Twitter e ficou paralisado. Então, ele e seus colegas desenvolvedores mergulharam de cabeça na criação do OrdinalSafe, levando a equipe a Miami.

Udi Wertheimer vestido de Mago no Bitcoin 2023 Imagem: André Beganski/Decrypt

Ordinais: um conto de magos e maximalistas

Nem todos os bitcoiners veem valor no Ethereum — ou em qualquer outra moeda, aliás. Na Bitcoin 2023, alguns participantes vaiaram o fundador da BitMEX, Arthur Hayes, quando ele disse no palco ao autor Michael Lewis que ele é “absolutamente” dono do Ethereum e de outros tokens.

Publicidade

“Vamos lá pessoal. Todo mundo sabe que vocês negociam alguma PepeCoin”, disse Hayes em resposta às vaias, referindo-se à criptomoeda meme do sapo criada na Ethereum. “Não ajam dessa forma”.

Na mesma linha, uma empresa chamada LayerTwo Labs convidou os participantes a esmagar piñatas (peça pendurada em cordão) semelhantes aos símbolos Ethereum, Solana e Shiba Inu em seu estande. As pessoas instaram os bitcoiners a “esmagar uma shitcoin” como folieiros de carnaval.

Mas, apesar de qualquer sensação de superioridade do BTC permeando o ar no Bitcoin 2023, Atik disse que a multidão da conferência foi acolhedora.

“Embora tenhamos um background Ethereum, me senti em casa”, disse Atik. “Se você está desenvolvendo Bitcoin, você faz parte da comunidade, certo?”

Há, porém, o debate se o próprio Ordinals é aceito pela comunidade Bitcoin — como evidenciado pela tensão no palco durante “O Grande Debate Ordinal”.

Publicidade

O bate-papo abordou se o Ordinals poderia ser considerado um ataque ao Bitcoin, como dizem alguns críticos. O argumento deles: os tokens BRC-20 experimentais, construídos usando ordinais, colocaram uma enorme pressão na rede do Bitcoin e aumentaram as taxas de transação.

Os tokens BRC-20, lançados em março, são tokens fungíveis que existem no Bitcoin – comparáveis ​​aos tokens ERC-20 no Ethereum, como PepeCoin (PEPE).

Também houve discussão sobre projetos que poderiam ser construídos em Bitcoin usando Ordinais, como uma exchange descentralizada.

Matt Corallo, um engenheiro de código aberto da Spiral, expressou preocupação durante o painel de que novas inovações com Ordinals poderiam levar os mineradores de Bitcoin mais para MEV para se manterem competitivos e introduzir problemas de centralização ou censura se não fossem gerenciados de forma eficaz.

MEV (sigla em inglês para Valor Máximo Extraível) refere-se ao valor que os mineradores ou validadores podem derivar da alteração da sequência de transações em um bloco à medida que ele é adicionado ao registro.

Embora os desenvolvedores do Ethereum e de outras redes tenham passado anos tentando descobrir como mitigar os aspectos negativos do MEV, é potencialmente um novo obstáculo para a criptomoeda mais antiga, disse Corallo.

“O espaço Ethereum passou muito tempo fazendo isso em termos de abordar o MEV. Precisamos aprender com esse mundo, na medida em que estamos construindo protocolos que começam a se parecer mais com esse mundo. Nós absolutamente fazemos”, disse Corallo. 

Publicidade

O tuiteiro Udi Wertheimer, da Bitcoin Wizards, disse que é digno de nota que a tecnologia e os conceitos Web3 bem estabelecidos abriram caminho para o diálogo relacionado ao Bitcoin, contrastando-o com os eventos realizados pelo portal Bitcoin Magazine nos últimos anos.

“Este ano, estamos no palco principal da Bitcoin Magazine falando sobre rollups, estamos falando sobre MEV, estamos falando sobre exchanges descentralizadas em Bitcoin”, disse Wertheimer. “Não tenho as respostas, mas acho que a cultura está chegando lá.”

Um coquetel oferecido por Trevor Owens em Miami – Imagem André Beginski/Descriptografar

Superando uma Curva de Aprendizagem

De acordo com Atik, antes do Bitcoin 2023, a OrdinalSafe não tinha nenhum investidor. Mas após o desempenho da equipe durante o Pitch Day, ela já obteve compromissos significativos dos investidores. Mas a equipe OrdinalSafe não era o único grupo representado por desenvolvedores com experiência em Ethereum, usando Ordinals para se firmar na comunidade Bitcoin.

Eril Ezerel é o fundador da Subjective Labs. Sua equipe de nativos cripto está construindo o BestinSlot.xyz, um explorador Ordinals que permite que as pessoas rastreiem inscrições ativos do tipo NFT no Bitcoin, bem como tokens BRC-20.

Atualmente, o serviço rastreia mais de 1.100 coleções Ordinais, com nomes como Bitcoin Frogs, DogePunks e BTC Virus. Ele também coleta dados sobre os mais de 28.000 tokens BRC-20.

Ezerel descreveu Ordinals como uma buzina — agora que foi tocada, as pessoas estão voltando em massa para a criptomoeda mais antiga do setor. Muitas pessoas no servidor Discord de seu projeto estão abordando o Bitcoin com conhecimento limitado de como usar a rede, disse ele, mas ainda são apaixonados pela perspectiva de arte digital e colecionáveis.

“Lidamos diariamente no Discord com degens (abreviação de ‘degenerados’ em inglês) NFTs de Solana e Ethereum”, disse Ezerel. Houve um pouco de curva de aprendizado, disse ele: muitas pessoas têm pedido ajuda sobre o Bitcoin.

Ordinals está em sua infância, e para onde o protocolo vai é uma incógnita, já que pessoas de toda a Web3 entram nas dobras do Bitcoin. E mesmo que Ordinals tenha seus críticos, muitos aprovam a experimentação, disse Ezerel.

Ele apresentou a ideia de que os mineradores de Bitcoin estão de acordo com os Ordinais por causa do aumento das taxas de transação que recebem para validar transações. Também existem grandes desenvolvedores e detentores de Bitcoin que apoiam o protocolo, observou ele.

“Todo mundo está animado com isso”, disse Ezerel. “As coisas dos maximalistas do Bitcoin estão principalmente em nossas cabeças”.

Traduzido com autorização do Decrypt

VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin e ethereum com gráfico ao fundo

Manhã Cripto: Bitcoin (BTC) supera US$ 72 mil com halving cada vez mais próximo; ETH dispara 6%

É a primeira vez que o Bitcoin bate a marca de US$ 72 mil desde meados de março
busto de homem engravatado simulando gesto de pare

CVM proíbe corretora de forex e criptomoedas de captar clientes no Brasil

O órgão determinou, sob multa, a imediata suspensão de qualquer oferta pública de valores mobiliários pela Kaarat
Silhueta de pessoa jogando videogame À frente de TV

Agência federal de fiscalização dos Estados Unidos começa a olhar para games cripto

Comprar vidas extras ou ganhar tokens em um jogo do tipo play-to-earn equivale a um “banco em games e mundos virtuais”, diz agência
Imagem da matéria: Conheça o dispositivo que pode guardar Bitcoin, jogar e ganhar airdrops enquanto você dorme

Conheça o dispositivo que pode guardar Bitcoin, jogar e ganhar airdrops enquanto você dorme

O BitBoy One, semelhante ao Game Boy, é um dispositivo portátil para permite jogar e armazenar Bitcoin