Imagem da matéria: Hacker devolve US$ 342 milhões em criptomoedas roubadas da Poly Network
Foto: Shutterstock

O invasor que roubou US$ 611 milhões da Poly Network nesta semana, naquele que foi o maior ataque hacker do setor DeFi, devolveu US$ 342 milhões até a manhã desta quinta (12). A informação foi revelada pelo projeto em um comunicado publicado nesta manhã no Twitter.

De acordo com a Poly Network, nas últimas 24 horas o criminoso virtual transferiu US$ 252 milhões da Binance Smart Chain e mais US$ 85 milhões da Polygon. Até a manhã de quarta (11), o invasor já tinha devolvido US$ 4,6 milhões. Faltam ainda US$ 268 milhões da rede Ethereum.

Publicidade

Tanto a comunidade como os responsáveis pelo propojeto acreditam que ele possa devolver nos próximos dias a quantia restante que permanece em sua posse.

De qualquer forma, parte das criptomoedas ele não conseguirá usufruir. A Tether, emissora da maior stablecoin do mundo, bloqueou US$ 33 milhões em USDT do endereço do hacker, impedindo que o montante seja movimentado na blockchain. Ele também está na “lista negra” das corretoras e terá grande dificuldade de sacar os ativos roubados.

Hacker quis “ensinar lição”

Desde o início da exploração na terça-feira (10), o invasor tem embutido diversas mensagens em transações para manter o diálogo com a comunidade. Na noite de quarta, ele fez uma espécie de entrevista com ele mesmo, confessando que hackear é divertido, mas que queria ensinar uma lição ao Poly Network.

“Quando encontrei o bug, tive um sentimento misto. Pedir a equipe do projeto com educação para que consertasse? Qualquer um poderia ser um traidor por um bilhão! Eu não posso confiar em ninguém! A única solução que encontrei foi salvar [os fundos] em uma conta confiável enquanto me mantenho anônimo e em segurança”.

Publicidade
hacker poly network
Mensagem do hacker vinculada a uma transação.

Ele continuou dizendo que o plano sempre foi devolver os fundos roubados e que o objetivo principal da ofensiva era expor a vulnerabilidade do protocolo Poly Network, cujo sistema ele chamou de“decente” e “sofisticado”.

“Não estou muito interessado em dinheiro! Sei que dói quando as pessoas são atacadas, mas elas não deveriam aprender algo com esses ataques?”, concluiu.

VOCÊ PODE GOSTAR
Craig Wright posa para foto

Craig Wright mentiu “extensiva e repetidamente” sobre ser o criador do Bitcoin, diz juiz

“As tentativas do Dr. Wright de provar que ele era/é Satoshi Nakamoto representam um abuso muito sério do processo deste tribunal”, disse o juiz
Imagem da matéria: Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas sobem nesta quarta-feira após o relatório do CPI dos EUA mostrar que os preços subiram mais lentamente que o esperado
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido
Imagem da matéria: Vitalik Buterin critica prisão de dev do Tornado Cash: "Realmente lamentável"

Vitalik Buterin critica prisão de dev do Tornado Cash: “Realmente lamentável”

O fundador do Ethereum nem se importou em comentar sobre os ETFs, mas refletiu sobre a recente condenação de um desenvolvedor do Tornado Cash