Imagem da matéria: Governo do Peru investiga uso de bitcoin e criptomoedas no país
Foto: Shutterstock

Mesmo frente a um estado declarado de emergência pela pandemia de COVID-19, a Unidade de Inteligência Financeira do Peru (UIF) segue com seus esforços na elaboração de um diagnóstico sobre o uso e presença de moedas digitais no Peru, conforme revelou o portal de notícias de economia peruano Gestión na terça-feira (03).

Conforme o site, o superintendente da UIF, Sergio Espinosa, anunciou que esse trabalho servirá como base para a regulação de criptomoedas no país, do bitcoin em especial, definindo o processo como uma meta da SBS (Superintendência de Bancos, Seguros e Administradoras de Previdência Privada).

Publicidade

Espinosa, durante sua participação no IV Congresso Internacional de Compliance e Combate à Corrupção organizado pela Word Compliance Association, Câmara de Comércio de Lima e Amcham, afirmou:

“Um dos tópicos em que não paramos é um diagnóstico – que está sendo feito – sobre a presença e a abrangência no Peru dos chamados ativos virtuais (criptomoedas) que incluem bitcoin e outros ativos virtuais que não são propriamente moedas, mas que existem, comercializam e circulam, então é preciso regulamentar o assunto ”, conforme reportou o Gestión.

Outra necessidade para atingir este tipo de regulamentação seria conhecer o setor de criptomoedas no Peru, algo que ainda é muito raso.

O superintendente, segundo a reportagem, acredita que “a primeira necessidade é conhecer o setor, principalmente o que está acontecendo no Peru em termos de ativos virtuais, como se são aceitos, quais empresas aceitam, entre outros aspectos fundamentais. É necessário um conhecimento mais profundo para regulá-lo plenamente ”.

Publicidade

Espinosa também já havia comentado em outro momento sobre o início de uma fiscalização preventiva nas casas de câmbio virtuais, algo que se deu início em agosto como parte do plano anual do UIF e que devem durar até 22 dias entre a preparação dos documentos até a emissão do laudo final.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Os NFTs ficaram para trás com boom do Bitcoin – mas a Animoca ainda acredita nos tokens

Os NFTs ficaram para trás com boom do Bitcoin – mas a Animoca ainda acredita nos tokens

Na Paris Blockchain Week, o presidente da Animoca Brands, Yat Siu, discutiu a regulamentação da SEC, o ressurgimento do mercado de NFT e as finanças de sua empresa
moeda de bitcoin à frente da bandeira de hong kong

Aprovação de ETFs de Bitcoin e Ethereum pode ocorrer segunda em Hong Kong

O esperado aceno regulatório abriria um dos maiores mercados financeiros do mundo para os ETFs de Bitcoin e Ethereum
Imagem da matéria: Brasileira é presa após roubar R$ 115 mil em golpe de criptomoedas

Brasileira é presa após roubar R$ 115 mil em golpe de criptomoedas

Segundo a Polícia Civil, a suspeita atraiu as vítimas prometendo altos lucros com investimentos em Bitcoin
Ilustração de mão segurando smartphone com logotipo da Toncoin

Toncoin (TON) bate recorde de preço e supera Cardano como 10ª cripto mais valiosa

O Toncoin (TON) da Open Network disparou nas últimas semanas e expulsou a Cardano do top 10 das criptomoedas