Imagem da matéria: Governo da Venezuela distribui bônus com criptomoeda nacional Petro para servidores públicos
Foto: Shutterstock

O governo da Venezuela anunciou que vai distribuir 0,5 da criptomoeda venezuelana Petro (PTR) como bônus de Natal a todos os servidores públicos, aposentados e militares, que são cerca de 8 milhões de trabalhadores.

O comunicado foi feito pelo presidente Nicolás Maduro no domingo (15), durante solenidade dos 20 anos da aprovação da Constituição Bolivariana.

Publicidade

“Esta semana vai começar uma nova etapa quando estaremos depositando a todos os pensionistas e todos os servidores públicos 0,5 petro como ‘Aguinaldo’ (bônus de Natal na cultura do país)”, disse Maduro.

Com a ação, disse o presidente, a Venezuela vai dar início a um novo estágio de proteção econômica para os segurados.

No entanto, para receber o benefício o servidor tem que estar cadastrado na plataforma da Petro criada pelo estado, única rede que suporta a criptomoeda.

O valor da Petro foi estabelecido em US$ 60, cerca de R$ 250. Logo, cada trabalhador irá receber cerca de R$ 125, que é referente a 0,5 PTR.

Publicidade

Desta forma, eles poderão usar o ‘PetroApp’ que foi projetado para permitir que os usuários comprem bens, serviços e façam transferências por meio de smartphones.

Outra opção, segundo o Coindesk, é que o aplicativo também suporta a troca por outras criptomoedas, como Bitcoin, Litecoin e Ripple

Incentivo ao uso da Petro

Contudo, o presidente acredita que o airdrop é uma oportunidade de incentivar o uso da Petro pelos venezuelanos.

A metade de uma Petro é bem superior ao valor do salário mínimo da venezuela, que é inferior a US$ 10 (cerca de R$ 40).

No mesmo discurso, Maduro ainda anunciou que 500.000 petros seriam destinadas aos estados de todo o país para que eles apoiem os municípios.

Publicidade

Criptomoeda controversa

Embora a criptomoeda nacional da Venezuela tenha total apoio do governo, o criptoativo ainda não teve crescimento no mercado de criptomoedas e muito menos acelerou a economia venezuelana.

Isso, mesmo depois de Maduro ter ordenado ao principal banco do país, o Banco de Venezuela, a aceitar a Petro.

Em resumo, a criptomoeda é controversa desde seu white paper, também há desconfiança de sua centralização pelo governo e até mesmo onde estaria o petróleo que dá lastro ao projeto do ditador.

Contudo, há pelo menos 400 empresas que aceitam pagamentos com a Petro, de acordo com um comunicado de imprensa do governo venezuelano.

No mesmo comunicado, diz o site, Maduro pediu mais o uso da Petro para que a criptomoeda fosse tão aceita quanto o bolívar soberano, que é a moeda oficial do país.

Publicidade

BitcoinTrade: Depósitos aprovados em minutos!

Cadastre-se agora! Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em menos de 5 minutos! Acesse: bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube
Arte digital mostra mãos operando um celular que projeta moedas

Como declarar tokens de utilidade no Imposto de Renda 2024?

Entenda como declarar os utility tokens, ativos que dão acesso a serviços específicos
Imagem da matéria: Microsoft lança PC com IA que vai lembrar tudo que você faz na internet

Microsoft lança PC com IA que vai lembrar tudo que você faz na internet

A big tech revelou o Copilot+ PC “projetado para IA” que recorda tudo o que é exibido na tela do seu computador
Imagem da matéria: Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Pump.fun: site que permite criar memecoin por apenas R$ 15 bate recorde de atividade

Entre os 14.500 tokens lançados na Solana por meio do pump.fun, milhares eram baseados na GameStop