Imagem da matéria: Governo da China manda bancos ajudarem no combate às criptomoedas
Foto: Shutterstock

O Banco Central da China pediu aos bancos e instituições de pagamento chineses que parem de fornecer uma ampla gama de serviços de criptomoeda, incluindo a abertura de contas, transações e liquidações.

O Banco Central entrevistou cinco bancos – incluindo o Alipay – e solicitou que eles não participassem de negócios relacionados à cripto como parte da repressão mais ampla do país à indústria.

Publicidade

Outros bancos incluem o Banco Agrícola da China, o Banco de Construção da China, o Banco de Poupança Postal da China e o Banco Industrial.

Criptomoedas na China

O anúncio do Banco Central ocorre em meio aos esforços mais amplos da China para reprimir o o crescente mercado – especificamente por meio da indústria de mineração.

Em maio deste ano, o Bitcoin caiu 12% quando um comitê financeiro na China incluiu a mineração de Bitcoin em uma lista de atividades que representavam uma infinidade de riscos financeiros. “É necessário manter o bom funcionamento dos mercados de ações, dívida e câmbio, reprimir severamente as atividades ilegais de títulos e punir severamente as atividades financeiras ilegais”, disse o governo chinês na época.

Essa foi a primeira vez que o Conselho de Estado se manifestou especificamente contra a mineração de Bitcoin e, desde então, a situação não melhorou para os mineradores da China.

Publicidade

Na semana passada, Sichuan, uma província popular para mineradores de Bitcoin durante grande parte do ano, proibiu a mineração de Bitcoin por conta da imensa demanda de energia da indústria, cortando mais uma província de mineração popular da indústria e juntando-se a uma lista de províncias que inclui Xinjiang e Mongólia Interior.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador sortudo de Bitcoin resolve bloco sozinho e fatura R$ 1 milhão

Minerador solo completou o bloco 843.231 do Bitcoin usando software da CKpool
Imagem da matéria: Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ex-diretor da FTX deve pegar até 7 anos de prisão, pedem promotores dos EUA

Ryan Salame foi um dos executivos da FTX que coordenaram a doação de milhões para campanhas políticas usando dinheiro dos clientes
Presidente do Banco Central Roberto Campos Neto falando diante de um microfone

Presidente do Banco Central se reúne com MB um dia após anunciar agenda da regulação do mercado cripto

O Banco Central divulgou ontem os próximos passos para a regulação do setor cripto e espera concluir o processo até o final de 2024
Imagem da matéria: Mesmo que ETF de Ethereum seja aprovado, pode levar semanas para estrear nas bolsas; entenda

Mesmo que ETF de Ethereum seja aprovado, pode levar semanas para estrear nas bolsas; entenda

Sinal verde da SEC esta semana é apenas o primeiro passo para o lançamento do ETF de Ethereum