Imagem da matéria: Google vai permitir que jogos e apps da Play Store ofereçam NFTs 
Foto: Shutterstock

No início deste ano, o Google anunciou que estava explorando mudanças em suas políticas da Play Store para fornecer aos desenvolvedores diretrizes claras para adicionar NFTs aos seus jogos para Android.

Agora, o gigante da tecnologia revelou novas regras que permitem e regulamentam jogos e aplicativos baseados em blockchain, com previsão de implementação completa até o final do ano.

Publicidade

“Como parte da atualização da política, exigiremos que os aplicativos sejam transparentes com os usuários sobre os ativos digitais tokenizados”, disse o Google em um post no blog anunciando a novidade na quarta-feira (12).

A nova política exigirá que os desenvolvedores de jogos em blockchain divulguem o status do jogo como sendo baseado em blockchain na página de conteúdo da Play Store do Google — de forma semelhante à maneira como a Epic Games oferece um aviso padrão de jogo em blockchain na página de download de cada jogo cripto hospedado em sua plataforma.

Se algum produto dentro dos jogos para Android tiver NFTs correspondentes, os desenvolvedores devem deixar isso claro para os usuários, conforme as regras do Google.

Um representante do Google informou ao Decrypt por e-mail que o Google permitirá que os NFTs desbloqueiem conteúdo dentro dos aplicativos, independentemente de onde o usuário tenha comprado o NFT. É importante ressaltar que o principal concorrente móvel do Google, a Apple, não permite isso.

Publicidade

Liberado, mas com regras

A abordagem cautelosa, mas aberta, do Google em relação aos jogos baseados em blockchain, permitirá que os desenvolvedores implementem NFTs e outras integrações cripto — desde que não violem as políticas do Google sobre jogos de apostas com dinheiro real e concursos. Os desenvolvedores também não poderão “promover ou glamourizar” quaisquer atividades de negociação de criptomoedas ou NFTs.

Embora o Google permita que os desenvolvedores de jogos ofereçam NFTs dentro do jogo aos jogadores, os NFTs não podem ser apostados, e sorteios também não serão permitidos. Qualquer mecânica de aposta ou jogo de azar exigirá que o desenvolvedor atenda aos requisitos de elegibilidade para jogos de azar do Google.

“Os NFTs comprados pelos usuários devem ser consumidos ou usados no jogo para aprimorar a experiência do usuário ou auxiliar os usuários a avançarem no jogo”, dizem as regras do Google. “Os NFTs não devem ser usados para apostar em troca da oportunidade de ganhar prêmios de valor monetário no mundo real (incluindo outros NFTs).”

De acordo com a nova política, os desenvolvedores não poderão vender “pacotes” de NFTs que não divulguem especificamente o conteúdo e o valor do pacote.

Publicidade

O Google não respondeu imediatamente ao pedido de comentário do Decrypt sobre se será permitido o staking de NFTs, onde os usuários podem “travar” seus NFTs para obter recompensas em tokens.

O Google também proíbe qualquer aplicativo que minere criptomoedas nos dispositivos dos usuários, uma política mais antiga que continuará sendo aplicada. No entanto, o Google continuará permitindo aplicativos que permitem aos usuários gerenciar remotamente atividades de mineração de criptomoedas em outros dispositivos, como placas de vídeo de computador.

Testes em andamento

As regras do Google para jogos em blockchain serão implementadas gradualmente. Segundo o porta-voz da empresa, espera-se que as mudanças entrem em vigor “no final do verão” de forma visível.

Por enquanto, o Google estará trabalhando com desenvolvedores de jogos selecionados para “testar e iterar a nova experiência do usuário” para jogos em blockchain, acrescentou o porta-voz. De acordo com o post no blog, a Mythical Games, desenvolvedora do jogo NFL Rivals, e a gigante do fórum Reddit, são duas empresas que estão trabalhando com o Google para aprimorar suas políticas sobre NFTs.

“Nos associamos ao Google para ajudar a atualizar sua política, com o objetivo de criar uma plataforma equitativa que promova a confiança do usuário e o uso responsável da tecnologia blockchain”, disse Matt Williamson, gerente sênior de engenharia do Reddit, no post.

Publicidade

Embora o Google esteja escolhendo trabalhar com desenvolvedores selecionados por enquanto, todos os desenvolvedores poderão criar jogos de acordo com as novas políticas de jogos cripto do Google ainda este ano.

O maior concorrente da Play Store é a Apple App Store, que historicamente adotou uma abordagem mais restritiva em relação aos NFTs e criptomoedas.

Os desenvolvedores podem usar NFTs em jogos e aplicativos para iOS, mas a Apple ainda recebe sua comissão de 30%. Por exemplo, o do jogo “move-to-earn” Stepn oferece NFTs por meio de seu aplicativo para iOS, mas a preços mais altos do que no mercado web para cobrir as taxas da Apple.

* Traduzido e editado com autorização do Decrypt.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Fatia de mercado da KuCoin cai pela metade e Nigéria trabalha com Interpol para extraditar executivo da Binance

Manhã Cripto: Fatia de mercado da KuCoin cai pela metade e Nigéria trabalha com Interpol para extraditar executivo da Binance

Em meio às apostas baixistas de hedge funds, o Bitcoin mostra estabilidade em 24 horas, negociado na faixa dos US$ 66 ml    
Imagem da matéria: Arthur Hayes está pessimista em relação ao halving do Bitcoin — aqui está o motivo

Arthur Hayes está pessimista em relação ao halving do Bitcoin — aqui está o motivo

O ex-CEO da BitMEX espera que o halving do Bitcoin “adicione gasolina a uma grande queima de criptoativos”
Logotipo OKX ao fundo tela trading

OKX lança rede Ethereum de segunda camada para desafiar a Base da Coinbase

Uma rede de escalonamento Ethereum de segunda camada construída pela OKX lançou a rede principal, abrindo caminho para novos usuários
silhueta de executivo triste em frente a computador

Trader que lucrou milhões com manipulação de preços vai a julgamento; caso pode impactar setor DeFi

Trader que lucrou US$ 100 milhões manipulando preços na exchange descentralizada Mango Markets começa a ser julgado hoje nos EUA