Imagem da matéria: Google Cloud cria equipe para explorar mercado da tecnologia Web 3
(Foto: Shutterstock)

Até que não demorou muito. Três meses após a Alphabet Inc. – a holding dona do Google – afirmar que estava analisando a Web 3, sua unidade de computação em nuvem criou uma equipe focada na tecnologia.

De acordo com a CNBC, Amit Zavery, vice-presidente do Google Cloud, contou a seus funcionários via e-mail que a ideia é tornar a plataforma em nuvem da empresa na escolha de preferência de desenvolvedores.

Publicidade

“O mundo ainda está começando a se envolver com a Web 3, é um mercado que já está demonstrando bastante potencial à medida que muitos clientes estão nos pedindo para aumentar nosso suporte para tecnologias relacionadas à Web 3 e a Cripto”, escreveu.

A Web 3 se refere à próxima geração de aplicações de internet que foca na descentralização, permitindo que usuários tenham mais controle sobre seus dados.

A equipe da Google irá trabalhar em serviços de backend para desenvolvedores que criam aplicações Web 3, segundo o e-mail.

Competição no blockchain

Em fevereiro, durante a teleconferência de resultados da Alphabet, referente ao quarto trimestre de 2021, o CEO Sundar Pichai havia dito que a equipe do Google Cloud seria apenas uma das formas nas quais a empresa se posicionaria para competir na tecnologia blockchain.

Publicidade

“Na Web 3, estamos certamente analisando blockchain e é uma tecnologia tão interessante e poderosa com amplas implementações e que se torna tão ampla em qualquer aplicação. Então, como uma empresa, estamos analisando como podemos contribuir com o ecossistema e acrescentar valor”, afirmou Pichai durante a conferência, respondendo a uma pergunta de Doug Anmuth, analista do JP Morgan.

“Um exemplo: Nossa equipe [Google] Cloud está analisando como podem apoiar as necessidades de nossos clientes no desenvolvimento, na transação, no armazenamento de valor e implementação de novos produtos em plataformas desenvolvidas em blockchain.”

A empresa está analisando como consegue se encaixar no setor cripto há um tempo.

Em janeiro, a Google contratou Arnold Goldberg, ex-arquiteto de produtos do PayPal, para liderar sua divisão de pagamentos. Ele ainda estava na empresa de pagamentos quando foi anunciado que clientes poderiam usar suas contas para comprar bitcoin (BTC) e ether (ETH).

“Cripto é algo no qual prestamos muita atenção”, disse Bill Ready, presidente de comércio da Google, em entrevista à Bloomberg em janeiro. “À medida que a demanda por usuários e a demanda comercial evolui, vamos evoluir com elas.”

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
HANDS, memecoin, mãos, rug pull,

Criador de memecoin disse que não tinha mãos, então não conseguiria “puxar o tapete” — ele mentiu

“NoHandsNoRug”, o criador da memecoin HANDS, disse que não aplicaria um rug pull. Adivinha o que aconteceu em seguida?
Senado, Congresso, Câmara dos Deputados, Brasília, Parlamento

Projeto de Lei quer proibir uso de criptomoedas fruto de crimes durante processo penal

Deputado autor do PL afirma que em muitos casos, mesmo durante a investigação, acusados continuam a movimentar recursos do crime
Fachada da GameStop em Tyler no Texas

Memecoin da rede Solana com tema GameStop sobe 1.900% e desperta febre do GME

A memecoin GME decolou na segunda-feira (13), entregando retornos consideráveis, superando os das ações da GameStop
Imagem da matéria: Memecoin que usa nome de Trump rouba R$ 410 mil de investidores

Memecoin que usa nome de Trump rouba R$ 410 mil de investidores

Endereço despejou uma enorme quantidade do token TrumpAI, recebeu R$ 410 mil em WETH e derrubou o preço em 100%