Imagem da matéria: Gigante Japonesa da Internet lançará nova Plataforma de negociação de Bitcoin

A gigante japonesa de internet GMO Internet Group divulgou na terça-feira detalhes de sua próxima plataforma de negociação de bitcoin. O novo serviço oferecerá zero taxas de negociação e estará disponível a partir de 24 de maio.

A empresa começou a testar serviços de troca de moeda digital em novembro de 2016 e vem se preparando para uma operação em grande escala desde então, de acordo com o anúncio de terça-feira.

Publicidade

A partir de 9 de maio, os usuários interessados podem pré-registrar uma conta nesta nova plataforma de negociação.

Dois produtos planejados no lançamento

GMO divulga detalhes da plataforma de Bitcoin para o lançamento em 24 de maio A plataforma será chamada de “Z.com Coin“, de acordo com o anúncio da empresa. Inicialmente, facilitará a negociação de dois tipos de produtos:

“Moeda Virtual FX” e”Moeda Virtual”

O primeiro tipo de produto descreve negociação de Bitcoin com alavancagem, sendo esta de até 5 vezes. O segundo tipo de produto descreve negociação de Bitcoin em iene japonês com a seguinte estrutura de taxa: “[Bitcoin] Taxa de negociação “0 iene”. Taxa de retirada Bitcoin “0 iene”. A principio não terão taxas.

No lançamento, apenas o bitcoin será suportado, mas a empresa planeja apoiar outras criptomoedas no futuro, começando com Ethereum. Z.com Coin também oferecerá mais funcionalidades como gráficos e ferramentas.

Em geral, a empresa planeja desenvolver novos serviços de moeda digital em cooperação com todas as empresas do GMO Internet Group. Estes serviços serão oferecidos em toda a região asiática sob a marca global do grupo “Z.com”, segundos os detalhes fornecidos pela empresa.

Publicidade

Cumprimento dos requisitos regulamentares

Citando disposições para a proteção ao consumidor estabelecidas pela lei revisada de liquidação de fundos que entrou em vigor em 1 de abril, o GMO Internet Group delineia várias medidas que a empresa tomou para cumprir com as regras estabelecidas pela Agência de Serviços Financeiros japonesa (FSA).

“Como contra medida contra roubo das moedas digitais, desenvolvemos um sistema de gerenciamento e um sistema de segurança para os ativos dos clientes, como a adoção de armazenamento frio (cold storage) e multi-assinatura”, escreveu a empresa.

O dinheiro recebido dos clientes é calculado e verificado em cada dia útil, separado dos fundos próprios da empresa. Além disso, as chaves privadas dos clientes são armazenados separadamente. “Todos os ativos depositados dos clientes são gerenciados separadamente dos ativos da GMO – Z.com Coin”.

VOCÊ PODE GOSTAR
Rafael Rodrigo , dono da, One Club, dando palestra

Clientes acusam empresa que operava opções binárias na Quotex de dar calote milionário; dono nega

Processos judiciais tentam bloquear R$ 700 mil ligados à One Club, empresa de Rafael Rodrigo
Paolo Ong, da SEC Filipinas

Termina prazo para saída da Binance das Filipinas e reguladores avisam: “Não há como sacar fundos após bloqueio”

“Não podemos endossar nenhum método de como retirar seu dinheiro agora que a ordem de bloqueio foi emitida”, disse o regulador filipino
Tela de celular mostra logo da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil CVM

CVM ganhou R$ 832 milhões com multas aplicadas em 2023, um aumento de 1.791%

A autarquia também registrou o maior número de casos julgados desde 2019
homem segura com duas mãos uma piramide de dinheiro

Polícia do RJ investiga grupo acusado de roubar R$ 30 milhões com pirâmide financeira

Para ganhar a confiança dos investidores, a empresa fraudulenta fazia convites para assistir jogos de futebol em camarote do Maracanã