Imagem da matéria: Fundos cripto têm saídas de US$ 435 milhões, em terceira semana seguida de balanço negativo
Foto: Shutterstock

Pela terceira semana consecutiva, os fundos com exposição a criptomoedas tiveram resultados negativos. O relatório mais recente da CoinShares, publicado nesta segunda-feira (29), aponta que os produtos financeiros tiveram saídas de US$ 435 milhões no período de sete dias. Porém, o Brasil destoou, e teve balanço positivo. 

O resultado mostrado neste último relatório registra a maior saída de dinheiro dos fundos cripto desde março. O grande motor dessa dinâmica continua sendo a saída em massa de recursos dos produtos Grayscale (saídas de US$ 440 milhões).

Publicidade

Mas, a entrada de dinheiro em produtos da BlackRock e Fidelity também teve forte desaceleração: os aportes somados foram de apenas US$ 126 milhões. 

Produtos da BlackRock e Fidelity tiveram poucos aportes na semana (Imagem: CoinShares)

Apenas três países registraram mais entradas do que saídas nos produtos cripto na semana: Suíça (US$ 4,9 milhões), Brasil (US$ 3,9 milhões) e Austrália (US$ 0,5 milhões). 

Os Estados Unidos tiveram saídas de US$ 388 milhões, seguidos de Canadá (US$ 32,1 milhões), Alemanha (US$ 15,8 milhões) e Suécia (US$ 8,1 milhões).

Brasil teve bom desempenho na semana (Imagem: CoinShares)

Quando se olha para os tipos de produtos, é notório que as quedas se concentram apenas em fundos de Bitcoin (US$ 423 milhões de saídas) e Ethereum (38,4 milhões de saídas).

Publicidade

Todo os outros registraram mais aportes que retiradas: multimoedas com US$ 6,9 milhões, Solana com US$ 4,1 milhões, Litecoin com US$ 3,1 milhões, Polkadot com US$ 500 mil, XRP e Cardano com US$ 400 mil cada.

Fundos que não são exclusivos de Bitcoin e Ethereum tiveram balanço positivo (Imagem: CoinShares)
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Câmara dos EUA aprova projeto de lei para frear criação de CBDC

Câmara dos EUA aprova projeto de lei para frear criação de CBDC

O apoio à legislação ficou bastante dividido entre os partidos, com muito menos apoio dos democratas em comparação com outros projetos de lei envolvendo criptomoedas neste mês
Imagem da matéria: As criptomoedas estão se tornando políticas – e a Consensys quer ficar fora disso

As criptomoedas estão se tornando políticas – e a Consensys quer ficar fora disso

Enquanto outras empresas gastam milhões em candidatos pró-cripto, Joe Lubin diz ao Decrypt que a Consensys resistiu ao impulso
Ilustração de uma lâmpada flamejando B de bitcoin

MB lança Fist, primeiro token de Renda Variável Digital no setor de energia elétrica

O investimento, disponível pela primeira vez para pessoa física, possui validade de 30 anos, com dividendos que variam de 0,9% a 1,2% ao mês
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta