Imagem da matéria: Fundo que prometeu abandonar o Ethereum faz nova compra de US$ 56,67 milhões em ethers
Foto: Shutterstock

A volatilidade no mundo das criptomoedas não está só no preço dos ativos. Está também nas intenções e vontades dos grandes players do mercado. Em novembro do ano passado, Su Zhu, cofundador da Three Arrows Capital, publicou uma série de tuítes a seus 250 mil seguidores se mostrando ultrajado com as taxas de transação na rede Ethereum e que, por isso, iria abandonar a plataforma.

Mas o Su Zhu parece estar só testando o provérbio “faça o que digo, não o que faço”. Nos últimos três dias, a Three Arrows Capital foi flagrada pelo jornalista Colin Wu acumulando 18.575 em ETH, o equivalente a US$ 56,67 milhões.

Publicidade

E não foi a primeira vez. Em dezembro do ano passado, duas semanas após demonstrar sua indignação com o Ethereum em rede social, uma carteira ligada a seu fundo recebeu US$ 400 milhões em ETH. 

“É um nojo”

Su Zhu publicou no dia 23 de novembro do ano passado uma série de tuítes explicando por que ele estava saindo do blockchain original de contratos autônomos por conta dos crescentes custos de transação e falhas na usabilidade da rede.

Sim, eu abandonei a Ethereum apesar de tê-la apoiado no passado. Sim, a Ethereum abandonou seus usuários apesar de tê-los apoiado no passado.

A ideia de ficar parado e não fazer nada, assistindo à queima [de tokens] e tramando testes de pureza enquanto nenhum dos novos entrantes têm dinheiro para usar o blockchain. É um nojo.

Publicidade

Ele provocou indignação ao argumentar que as pessoas têm de pagar centenas de dólares por transações apenas para “ouvir algumas histórias sobre como deveriam ter sido espertos o suficiente para comprarem ETH a US$ 10”.

Após uma enxurrada de críticas de desenvolvedores, Zhu pediu desculpas à comunidade e parabenizou as “ótimas equipes que trabalham na escalabilidade [da Ethereum em protocolos de segunda camada]”.

Contradição apontada

Ric Burton, desenvolvedor da Balance Wallet, achou irônica a crítica de Zhu e rebateu seus argumentos. “Você é um suplicante totalmente ofensivo, que simplesmente existe graças ao trabalho dos outros”, afirmou em rede social. “Você não cria nada além das narrativas existentes.”

 Zhu insistiu que é um usuário das plataformas nas quais investe, então seus comentários seriam da perspectiva de um consumidor. Como investidor, porém, todos já sabem que ele continua apostando firme no Ethereum.

VOCÊ PODE GOSTAR
dupla de homens sendo presa

Irmãos são presos por roubo de R$ 130 milhões em ataque de 12 segundos na rede Ethereum

O procurador americano Damian Williams disse que “este suposto esquema era novo e nunca havia sido acusado antes”
Ilustração de correntes ilustradas com pequenos zeros e uns

Projeto para soluções do sistema carcerário via blockchain vence hackathon na Ethereum Rio

Freedom Chains visa que todo tipo de comportamento do preso seja registrado on chain para evitar corrupção ou injustiças
Vitalik Buterin na ETH Taipei 2024. Foto: Rug Radio

Como o fundador do Ethereum, Vitalik Buterin, mantém suas criptomoedas seguras

“Descentralize sua própria segurança”, diz Buterin – mas ele não usa uma cold wallet para suas próprias criptomoedas
Imagem da matéria: Desafio do Ethereum é criar interoperabilidade entre segundas camadas, afirmam especialistas

Desafio do Ethereum é criar interoperabilidade entre segundas camadas, afirmam especialistas

Integrar as dezenas de redes de segunda camada é o próximo grande passo, tanto para programadores quanto usuários finais