Imagem da matéria: Criptomoeda pode perder paridade com o dólar; entenda
(Foto: Shutterstock)

Em consequência da decisão do Departamento do Tesouro Americano em banir a ferramenta de mixing de criptomoedas Tornado Cash, muitos líderes da indústria cripto estão reconsiderando sua exposição a recursos e produtos centralizados que estão ao alcance do governo americano.

Acrescente a essa lista o grande protocolo de finanças descentralizadas (DeFi) MakerDAO. Nesta quinta-feira (11), o fundador da MakerDAO, Rune Christensen, anunciou no Discord que a organização realizará discussões sobre a possibilidade de dissociar DAI, sua stablecoin nativa e descentralizada, da USDC — uma stablecoin pareada ao dólar e gerenciada pela empresa de pagamentos Circle.

Publicidade

“Acredito que devamos considerar seriamente nos prepararmos para nos desassociarmos do dólar”, anunciou Christensen via Discord da MakerDAO nesta quinta. “É quase inevitável que isso irá acontecer e é a única maneira de fazer isso com grandes volumes de preparação.”

A reconsideração de políticas é uma reação à decisão da Circle em bloquear 38 endereços relacionados à proibição do Tornado Cash. O congelamento pela Circle de USDCs presentes nessas carteiras foi criticado por defensores da privacidade como compliance corporativo com exagero e censura injusta pelo governo.

As ações da Circle

A Circle não foi tecnicamente obrigada a congelar esses fundos, de acordo com os termos das sanções mas, por ser uma empresa americana, fez por uma questão de caução para evitar a ira do governo dos EUA.

Em um comunicado compartilhado na terça-feira (9), o fundador da Circle, Jeremy Allaire, defendeu a iniciativa enquanto admitiu o antecedente negativo que poderia configurar em relação à privacidade dos usuários — um dos princípios mais sagrados e fundamentais do setor cripto.

Publicidade

“Sabemos que cumprir com a lei e ajudar a impedir a lavagem de dinheiro é tanto o correto como nossa obrigação como uma instituição financeira regulamentada”, afirmou Allaire no comunicado.

“Também sabemos que fazer o que é certo comprometeu nossa crença no valor do software aberto na internet e nossa crença de que a hipótese e preservação da privacidade devem ser consagradas como um princípio de design na emissão e circulação de moedas digitais de dólar.”

O lastro de DAI

A stablecoin nativa da MakerDAO, DAI, possui grande parte de suas garantias na stablecoin USDC da Circle. Por ser um grande protocolo DeFi, com um valor total bloqueado (TVL) de quase US$ 11 bilhões, a dependência da organização em um ativo claramente no alcance de sanções americanas foi alvo de críticas esta semana.

DeFi é um termo guarda-chuva para descrever ferramentas financeiras que permitem a negociação, tomada e concessão de empréstimos não custodial de ativos, ou seja, sem a necessidade de intermediários.

Publicidade

Geralmente, a USDC é usada como garantia em DeFi, graças à sua reputação por estabilidade.

Porém, conforme demonstrado esta semana, essa estabilidade vem ao custo da centralização: a própria USDC possui sua paridade ao dólar americano (e a seus equivalentes) e é operada por uma empresa americana que prioriza aderência à lei americana.

Christensen também sugeriu uma tática de “erradicação” que, em seguida, ele explicou como uma abordagem que trocaria USDC por ETH.

Vitalik Buterin, o fundador do Ethereum, se pronunciou sobre isso e expôs sua aversão a ideia:

“Isso parece uma ideia arriscada e terrível. Se o ETH cair muito, o valor das garantias cairia, mas os CDPs não seriam liquidados, então todo o sistema correria o risco de se tornar uma reserva fracionária.”

Grande parte da garantia da MakerDAO seria convertida em outra criptomoeda sem valor fixo — uma iniciativa que poderia ser desastrosa dada a volatilidade do mercado cripto.

Christensen afirmou que “é obviamente suicídio converter tudo”, mas acrescentou achar que “o mercado pode finalmente recompensar a descentralização ao ponto onde esses riscos são aceitáveis porque a USDC não é mais a escolha óbvia que costumava ser”.

Publicidade

Outras organizações começaram a ter esse raciocínio.

Ameen Soleimani, um dos fundadores do Tornado Cash, considera a iniciativa da Circle em cumprir com as sanções americanas como um momento decisivo na história das finanças descentralizadas.

“A USDC fichar o Tornado Cash foi o equivalente DeFi aos EUA congelarem centenas de bilhões de dólares de servidores russos, em termos de expor a desvantagem inerente de interagir com contrapartes descentralizadas americanas”, contou Soleimani ao Decrypt.

“Até europeus que não estavam violando pessoalmente sanções tiveram seus fundos congelados”, disse. “Cada protocolo DeFi está pensando em reduzir sua exposição à USDC.”

Soleimani, que também opera a plataforma de entretenimento adulto desenvolvida em blockchain SpankChain, encorajou o desinvestimento da MakerDAO ao prometer aparecer em frente às câmeras.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Quer investir em ativos digitais, mas não sabe por onde começar? O Mercado Bitcoin oferece a melhor e mais segura experiência de negociação para quem está dando os primeiros passos na economia digital. Conheça o MB!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Dogwifhat cai 15% e lidera perdas de memecoins em meio à lentidão da Solana

Dogwifhat cai 15% e lidera perdas de memecoins em meio à lentidão da Solana

As memecoins da Solana caíram da noite para o dia, enquanto os devs correm para consertar os problemas de congestionamento da rede
Imagem da matéria: Jogue e ganhe Bitcoin: os melhores jogos para iOS e Android que pagam BTC

Jogue e ganhe Bitcoin: os melhores jogos para iOS e Android que pagam BTC

Você pode acumular satoshis enquanto joga jogos Bitcoin no iOS e Android – e isso é realmente divertido
Moedas do Bitcoin Cash (BCH) ao lado de um celular com o logo do projeto

Preço do Bitcoin Cash sobe 11% depois de turbulência pós-halving

Antes do halving do Bitcoin Cash, o preço do BCH subiu para seu nível mais alto desde novembro de 2021, quando atingiu o pico de US$ 718,62
Imagem da matéria: Brasileira é presa após roubar R$ 115 mil em golpe de criptomoedas

Brasileira é presa após roubar R$ 115 mil em golpe de criptomoedas

Segundo a Polícia Civil, a suspeita atraiu as vítimas prometendo altos lucros com investimentos em Bitcoin