Imagem da matéria: Funcionário público desviava dinheiro de impostos para comprar bitcoin nos EUA
Foto: Shutterstock

O funcionário público Joel Greenberg, que ocupava o cargo de coletor de Impostos do Condado de Seminole, na Flórida (EUA), está sendo acusado de desvio de dinheiro público para comprar bitcoin, fraude eletrônica e corrupção de menores. As informações são do site Orlando Sentinel.

O ex-contador já foi indicado pelo Departamento de Polícia da Flórida (FDLE) em junho e em agosto do ano passado, e agora enfrenta o tribunal. Na última terça-feira, novas acusações apontam desvios dos cofres públicos para compra de criptomoedas. Segundo o site, ele teria usado sua posição para desviar US$ 400 mil.

Publicidade

Além disso, Greenberg teria aberto uma conta na Amazon apenas para vender computadores comprados com recursos do escritório, mirando os mineradores de bitcoin. Ele também é acusado de criar uma conta bancária em nome do Tax Collector’s Office e então usá-la para os desvios de fundos da instituição.

Por meio de duas empresas inativas que estavam em seu nome — Greenberg Media e DG3 Network — o ex-contador fez empréstimos fraudulentos de US$ 432 mil num programa destinado para negócios afetados pela pandemia do Covid-19. Ele alegou falsamente que as empresas geraram US$ 1,2 milhão em 2020 enquanto empregavam 12 pessoas.

Preso no ano passado

As diligências das autoridades americanas contra Greenberg começaram no ano passado, quando ele foi preso em sua casa por conta de 14 acusações. Na ocasião, ele foi preso por crime de perseguição política, uso ilegal de um banco dados público e falsificação de identidade. Um dia depois da prisão, ele renunciou ao cargo.

Uma outra publicação do Orlando Sentinel, de janeiro deste ano, revela que em 2017 enquanto contador, Greenberg pediu a um de seus servidores que atacasse os computadores do próprio escritório e pedisse um resgate de US$ 500.000 pago em Bitcoin, o que não aconteceu.

Publicidade

Tráfico sexual de menor

Segundo o Washington Post, a polícia investiga se as acusações de corrupção de menor por Greenberg também servirão para acusar o deputado republicano Matt Gaetz, que pode ter tido relacionamento sexual com uma garota de 17 anos.

Gaetz disse em uma entrevista que seus advogados estiveram em contato com o Departamento de Justiça e que foram informados de que ele era o objeto, e não o alvo, de uma investigação. A informação é do The New York Times.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de baleia nadando com moeda de bitcoin em seu interior

Baleia movimenta R$ 321 milhões em Bitcoin pela 1ª vez em uma década

Quando o investidor desconhecido adquiriu os bitcoins em 2013, a cotação do ativo não passava de US$ 120
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Imagem da matéria: '101 Perguntas sobre Bitcoin': Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

‘101 Perguntas sobre Bitcoin’: Editora Portal do Bitcoin lança livro sobre a criptomoeda mais famosa do mundo

A obra discorre os princípios técnicos da moeda até suas implicações socioeconômicas no contexto atual, de modo a proporcionar um entendimento profundo ao público geral
Imagem da matéria: Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

“Parte técnica você descreve como funciona e acabou. Nas vacas sagradas leva um bom tanto de desconstrução de conceitos”, diz Breno Brito