Imagem da matéria: FTX Ventures irá investir US$ 2 bilhões em novos projetos da Web 3
Foto: Shutterstock

A corretora de criptomoedas FTX irá canalizar parte de seu crescente orçamento de guerra em um novo braço de capital de risco: FTX Ventures. Anunciado nesta sexta-feira (14), o fundo de US$ 2 bilhões será liderado por Amy Wu, antiga sócia-geral do Lightspeed Venture Partners.

Dado o negócio principal da FTX, não é surpreendente que o FTX Ventures irá focar bastante em investimentos nas indústrias cripto e blockhain.

Publicidade

Wu contou ao Decrypt que o FTX Ventures está bastante empolgado com jogos da Web 3, bem como aplicações de clientes e redes sociais da Web 3.

Ele também citou plataformas blockchain de primeira e segunda camadas como possíveis objetivos, junto com infraestrutura blockchain e protocolos de conexão entre blockchains, além de aplicações de pagamentos em carteiras.

Em outras palavras, será um fundo abrangente no setor cripto, com planos de diversidade geográfica, incluindo possíveis investimentos em startups da América Latina, África e afins.

Wu havia liderado o próprio investimento do Lightspeed na FTX, além de ambas as empresas terem firmado parceria com Solana Ventures para lançar um fundo de investimento jogos da em Web 3 de US$ 100 milhões em novembro de 2021.

Publicidade

Ao trabalhar com Sam Bankman-Fried, fundador e CEO da FTX, a quem ela descreveu como um “CEO extraordinário”, Wu começou a ver os possíveis benefícios de entrar para a ascendente empresa.

“Quando analiso qual empresa teria o potencial de causar o maior impacto na indústria, mas também no mundo, acredito que a FTX seja uma das mais impactantes com as quais eu tive o prazer de trabalhar”, disse ela ao Decrypt.

Conforme Wu muda para as Bahamas, o novo lar da FTX, o fundo FTX Ventures será lançado com uma equipe de oito pessoas, incluindo cinco investidores. Ela afirmou que o modelo de investimento da equipe é “de criadores para criadores” e irá recorrer ao crescente alcance global e recursos da FTX.

O jogo começou para a FTX

Além do FTX Ventures, Wu também irá liderar o braço de jogos da FTX. Jogos eram um grande foco de Wu no Lightspeed. Além do fundo de coinvestimento, o Lightspeed também investiu na Epic Games, criadora do Fortnite, e 1047 Games, desenvolvedora do Slipgate, dentre outros.

Publicidade

Wu prevê um amplo potencial futuro para videogames movidos por criptoativos e tokens não fungíveis (ou NFTs, na sigla em inglês).

Após o auge explosivo do jogo de monstrinhos Axie Infinity em 2021, ela publicou uma série de tuítes virais, afirmando que “toda grande publicadora está explorando blockchain”.

Apesar de críticas a curto prazo de alguns na comunidade de jogos em relação à adesão de NFTs integrados, ela continua otimista de que, no futuro, jogadores irão acolher ativos colecionáveis que possam ter, revender e, possivelmente, obter lucros.

“Estamos muito confiantes de que, ao longo do tempo, assim como jogos gratuitos e para celular realmente estabeleceram sua dominância, também veremos esse próximo passo na evolução de jogos da Web 3”, disse Wu ao Decrypt.

Ela acredita que a FTX está bem-posicionada para capitalizar o interesse de publicadoras.

Com uma corretora de criptomoedas, serviços de carteira cripto, tecnologia de mercados NFT, compliance de “conheça seu cliente” e “antilavagem de dinheiro (KYC/AML), suporte ao cliente e outras infraestruturas fundamentais, a FTX pode fornecer uma solução completa para que desenvolvedores acrescentem funcionalidade NFT e economias tokenizadas em videogames.

Publicidade

“Podemos fornecer todas essas soluções para as maiores empresas de jogos do mundo e novos estúdios independentes estão em busca de uma solução pronta para o uso”, disse.

“Estamos superempolgados para sermos um grande jogador ao fornecer e ser a fornecedora de tecnologias para a indústria de jogos.”

Em menos de três anos, a FTX rapidamente se tornou uma das empresas mais valiosas e conhecidas do setor cripto. Wu não está preocupada que sua ascensão meteórica acabe tão cedo.

“A FTX ainda é uma participante em crescimento na atual indústria cripto que, por sua vez, ainda é nascente. É apenas uma pequena fração da indústria global de serviços financeiros. Ainda existe muito espaço para que a FTX cresça. Então, não tenho dúvidas de que a empresa continuará sua trajetória – estou muito otimista em relação a isso”, explicou.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

ABCripto lança campanha de arrecadação de criptomoedas em apoio a vítimas de enchentes no RS

Ação conjunta da ABcripto e associados visa levantar fundos e doações para desabrigados das inundações
Policial algemando suspeito durante a noite

Suspeito de roubar quase R$ 10 milhões da Pump.fun é preso em Londres

Jarett Dunn, ex-funcionário da plataforma Pump.fun, foi preso na Inglaterra acusado de golpe de quase R$ 10 milhões
Imagem da matéria: FIT21: Conheça o projeto de lei que promete transformar a regulação das criptomoedas nos EUA

FIT21: Conheça o projeto de lei que promete transformar a regulação das criptomoedas nos EUA

Aprovado na Câmara esta semana, o projeto FIT21 visa regular o setor de criptomoedas dando segurança para consumidores e estimulando empreendedores
Imagem da matéria: Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Entendendo as tecnologias por trás da tokenização de ativos | Opinião

Apesar de chamara cada vez mais atenção, muitas pessoas ainda não sabem o que é a tokenização de ativos e como ela funciona