Imagem da matéria: FMI faz alerta contra país que adotou Bitcoin como moeda; BIS classificou de "interessante"
Porta-voz do FMI, Gerry Rice, durante conferência (Foto: IMF/Cory Hancock)

O Fundo Monetário Internacional (FMI) fez um alerta sobre a adoção oficial do bitcoin por El Salvador, evento anunciado na quarta-feira (09) após aprovação no Congresso salvadorenho. Para a entidade, porém, o que foi estabelecido acerca da criptomoeda no país pode trazer uma série de problemas jurídicos e econômicos.

De acordo com a Reuters, o alerta foi emitido pelo porta-voz do FMI, Gerry Rice, durante uma coletiva de imprensa programada, onde ele disse: “A adoção do bitcoin como moeda legal levanta uma série de questões macroeconômicas, financeiras e jurídicas que requerem uma análise muito cuidadosa. Estamos acompanhando de perto os desdobramentos e continuaremos nossas consultas com as autoridades”.

Publicidade

Benoit Coeure, chefe do Centro de Inovação do Banco de Compensações Internacionais (BIS), descreveu a adoção do Bitcoin em El Salvador como um “experimento interessante”. Coeure também é membro do comitê executivo do BIS.

“É uma experiência interessante, de fato. Acho que deixamos claro no BIS que não consideramos o Bitcoin aprovado no teste como meio de pagamento. Bitcoin é um ativo especulativo e deve ser regulamentado como tal “, disse o BIS ao Decrypt por e-mail.

FMI e governo de El Salvador

A agência relatou também que o FMI deve se reunir ainda nesta quinta-feira (10) com o presidente de El Salvador, Nayib Bukele, para discutirem a nova lei sobre o bitcoin. Ressaltou ainda que o país — que é um dos mais pobres da América Central — está em negociações com o Fundo em busca de um programa de quase US$ 1 bilhão. Vale lembrar que a moeda oficial de El Salvador era, até então, somente o dólar americano.

Liderado por Bukele, o movimento pró bitcoin atraiu jornais de todo o mundo, enquanto um dos argumentos do presidente salvadorenho era que o bitcoin tinha o potencial de ajudar salvadorenhos que vivem no exterior a enviar remessas de volta para casa. Bukele conseguiu então a aprovação do Congresso e El Salvador se tornou o primeiro país do mundo a adotar o bitcoin como moeda legal.

Publicidade

Na prática, significa que o ativo digital será tratado como ‘dinheiro’ e terá o mesmo ‘peso’ que o dólar, moeda oficial do país que também permanece em curso legal. Logo, produtos e tributos podem ser pagos em bitcoins e todos os agentes econômicos devem aceitar a criptomoeda, que pode ser usada para liquidações de contratos. Ou seja: o dono de um imóvel não poderia recusar o pagamento de aluguel em BTC.

(Com Decrypt)

VOCÊ PODE GOSTAR
Jerome Powell, presidente do Fed, mostrado em tela de computador

Bitcoin cai para a casa dos US$ 67 mil após Fed manter taxa de juros

Jerome Powell afirmou que a busca do banco central dos EUA pela meta de 2% de inflação ainda não acabou
bitcoin e ethereum em grafico vermelho de queda

Manhã Cripto: Bitcoin cai abaixo dos US$ 63 mil com instabilidade dos mercados

O Bitcoin caiu 3% nas últimas 24 horas e pode cair o suficiente para testar o nível de suporte de US$ 60 mil
Bitcoin em gráfico de alta com seta azul apontado para o alto

Bernstein eleva projeção e vê Bitcoin em US$ 200 mil até 2025

Para o longo prazo, os analistas preveem que cada Bitcoin pode valer US$ 500 mil até o final de 2029 e US$ 1 milhão até 2033
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) e um gráfico de preço ao fundo

Preço do Bitcoin despenca com liquidações de US$ 245 milhões no mercado

As liquidações de criptomoedas dispararam na terça-feira (11), com o Bitcoin despencando 5% e indo a US$ 66 mil