Imagem da matéria: El Salvador adota o Bitcoin (BTC) como moeda oficial
Foto: Shutterstock

O presidente de El Salvador, Nayib Bukele, anunciou na madrugada desta quarta-feira (9) que o projeto de lei que reconhece o Bitcoin como moeda de curso legal foi aprovado por maioria no congresso.

Com isso, a nação da América Central passa a ser a primeira do mundo a adotar o BTC como oficial. Na prática, significa que o ativo digital será tratado como ‘dinheiro’ e terá o mesmo ‘peso’ que o dólar, moeda oficial do país que também permanece em curso legal.

Publicidade

O deputado salvadorenho Chris Guevara disse durante a votação no congresso que acredita que de todas as decisões tomadas na sessão, “a Lei Bitcoin é uma das mais relevantes”.

Apoio de políticos

A proposta havia sido anunciada pelo presidente Nayib Bukele no último final de semana. No anúncio, ele afirmou que incentivar o uso da criptomoeda “vai melhorar a vida e o futuro de milhões”, já que 70% da população de El Salvador não tem conta em banco.

Disse também que a mudança iria “gerar empregos” e ajudar na inclusão financeira das pessoas fora da economia formal.

Políticos latino-americanos – inclusive brasileiros – declaracam apoio à ideia. Vários deles incluíram em suas fotos nas redes sociais imagens com olhos de laser, meme que sinaliza que uma pessoa é investidora de BTC.

“Sou um entusiasta da desestatização e da descentralização da moeda”, disse o deputado estadual Fábio Osterman (NOVO-RS) no Twitter.

É uma péssima ideia, diz professor da UNB

Nem todo mundo, no entanto, curtiu a ideia de El Salvador. O economista José Luis Oreiro, professor do departamento de Economia da Universidade de Brasília (UNB), disse para o Portal do Bitcoin que a medida vai gerar efeitos negativos para a economia do país.

Publicidade

“A moeda, por natureza, é uma criatura do Estado. Por isso, acho uma insanidade e uma péssima ideia uma nação adotar uma criptomoeda como o bitcoin, sobre a qual um país não tem poder de emissão”.

Oreiro falou que a cotação dos produtos que o país exporta, por exemplo, vai variar diariamente ao sabor das oscilações do bitcoin contra as moedas de outros países, como dólar, euro etc.

“Essa mudança vai gerar uma uma montanha-russa e vai trazer instabilidade para o fluxo do comércio do país, além de afastar investimentos”.

Bitcoin em alta

Por causa do otimismo com a aprovação da proposta, o Bitcoin (BTC) é negociado a US$ 34.600 na manhã desta quarta-feira (9), com alta de 5% nas últimas 24 horas, de acordo com dados do CoinMarketCap.

Publicidade

Em reais, segundo o Índice de Preço do Bitcoin (IPB), a criptomoeda é cotada a R$ 173 mil nas principais exchanges que atuam no Brasil.

O Ethereum (ETH) e as outras principais altcoins também operam no verde.

O ETH valorizou 1% e é negociado a US$ 2.500 nesta manhã. O Binance Coin (BNB), da corretora Binance, é cotado a US$ 355 após alta de 1,71%

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
moeda de Bitcoin ao lado de letreiro com ETF

Estado dos EUA investe R$ 510 milhões em ETF de Bitcoin da BlackRock

O investimento foi confirmado hoje pelo Conselho de Investimentos do Estado de Wisconsin (SWIB)
Imagem da matéria: Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

Questões sociais são desafio para debate do Bitcoin, diz autor de livro da Editora Portal do Bitcoin

“Parte técnica você descreve como funciona e acabou. Nas vacas sagradas leva um bom tanto de desconstrução de conceitos”, diz Breno Brito