Imagem da matéria: Fidelity e Nexo querem oferecer linhas de crédito com criptomoedas para instituições
Foto: Shutterstock

A credora cripto Nexo anunciou uma nova colaboração com a custodiante institucional de cripto Fidelity Digital Assets para um conjunto de produtos que visam fornecer mais plataformas “on-ramp” (que convertem fiduciárias em cripto) para investidores institucionais.

Fidelity Digital Assets é o braço blockchain da Fidelity Investments, a empresa de gestão de ativos com sede em Boston e que gerencia mais de US$ 7 trilhões de ativos de clientes.

Publicidade

Ambas as empresas firmaram um acordo para desenvolver uma gama de produtos que irão estender as linhas de crédito da Nexo e da corretora cripto segura e de última geração da Fidelity para clientes institucionais.

Kalin Metodiev, cofundador e sócio-gestor da Nexo, disse que “trabalhar com a Fidelity Digital Assets é o marco mais recente em nossa missão de oferecer uma plataforma institucional completa e integrar empresas das finanças tradicionais ao ecossistema dos criptoativos”.

A plataforma cripto permite que usuários tomem cripto emprestado com dinheiro com uma variedade de taxas diferentes. De forma parecida, usuários podem ganhar juros de até 20% com ativos como bitcoin (BTC), tether (USDT), ether (ETH), dentre outros.

As novidades recentes da Nexo e da Fidelity

Em novembro, a Nexo adquiriu uma participação na corretora de valores mobiliários digitais Texture Capital em uma “jogada estratégica” que possivelmente permitirá que use a licença de corretora da Texture e seu registro em cada estado americano para atender cidadãos.

Publicidade

Nexo também anunciou um programa de recompra de US$ 100 milhões, permitindo que a empresa, de forma periódica, readquira seu token nativo NEXO no mercado aberto.

Após um período de aquisição de 12 meses após a recompra, a empresa poderá usar os tokens para investimentos estratégios por meio de fusões de tokens ou pagar juros a clientes que receberem seus rendimentos diários em NEXO.

O programa de recompra irá ajudar a impulsionar o valor do NEXO que, atualmente, é a 89ª maior criptomoeda, com uma capitalização de mercado de US$ 1,41 bilhão.

Atualmente, o token está sendo negociado a US$ 2,38, tendo subido quase 14% nas últimas 24 horas, de acordo com o site CoinGecko.

Publicidade

A Fidelity Investments virou manchete quando lançou o quinto fundo de índice (ou ETF, na sigla em inglês) spot no Canadá este mês, tornando-se a maior gestora de ativos a lançar um ETF de bitcoin até agora.

O fato de a empresa ter lançado o ETF no Canadá é porque a Comissão de Valores Mobiliários e de Câmbio dos EUA (ou SEC) é reticente em aprovar um ETF único provavelmente por conta de algum constrangimento, tuitou Eric Balchunas, analista de ETFs da Bloomberg.

Além disso, embora Nexo e Fidelity estejam separadamente expandindo o mercado para investidores de varejo, a notícia desta terça-feira (7) oferece uma promessa semelhante a investidores institucionais.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Investidor acende alerta da comunidade ao ser hospitalizado após tentar fazer memecoin viralizar

Investidor acende alerta da comunidade ao ser hospitalizado após tentar fazer memecoin viralizar

O usuário foi atingido por fogos de artifício em uma live de divulgação do seu token
criptomoedas, criptoativos, regulação, Brasil, projeto de lei

Banco Central anuncia próximos passos da regulamentação do mercado cripto no Brasil

Sem definir datas, BC diz que irá fazer mais uma consulta pública no segundo semestre e um planejamento interno sobre stablecoins
Joe Biden posa para foto

Biden expulsa mineradora cripto chinesa de área próxima a base militar: “Risco de espionagem”

O governo afirma que a MineOne possui equipamentos especializados de origem estrangeira potencialmente capazes de facilitar atividades de vigilância e espionagem
Craig Wright posa para foto

Craig Wright mentiu “extensiva e repetidamente” sobre ser o criador do Bitcoin, diz juiz

“As tentativas do Dr. Wright de provar que ele era/é Satoshi Nakamoto representam um abuso muito sério do processo deste tribunal”, disse o juiz