Felipe Neto cenário youtuber
Youtuber Felipe Neto (Foto: Reprodução/Youtube)

O youtuber Felipe Neto repercutiu no Twitter a forte queda do mercado de criptomoedas nesta segunda-feira (13) e garantiu que não venderá seus ativos neste momento de crise.

Ele iniciou sua mensagem satirizando um investidor que não deu ouvidos ao conselho de sua mãe e investiu mais do que deveria em criptomoedas.

Publicidade

“’Meu filho, não coloca tanto dinheiro em cripto’, ‘Mãe, você não entende nada, eu to estudando o assunto’, ‘Filho, e se isso despencar?’, ‘Mãe, não viaja, por favor…’. Adivinha quem tinha razão? Ps: não vou vender, vai ficar lá pra sempre até valorizar de novo ou eu perder tudo”, afirmou Neto.

De acordo com seus relatos nas redes sociais, Neto já revelou ter investido em pelo menos nove criptomoedas: Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH), Binance Coin (BNB), Cardano (ADA), Solana (SOL), PancakeSwap (CAKE), Axie Infinity (AXS), Ronin (RON) e Mobox (MBOX).

Curiosamente, o youtuber excluiu todos os tuítes da rede social em que fala de criptomoedas, depois de ter reclamado a repercussão dos seus investimentos em sites especializados do setor.

Conforme mostrou o Portal do Bitcoin naquele momento, Neto tuitou em 28 de agosto de 2021 que investiu “pesado” em BTC, ETH e BNB. 

Publicidade

Na ocasião, ele elencou as altcoins CAKE, AXS e ADA como as “moedas do ano” e também disse que estava “bem feliz” de ter investido em SOL nas semanas anteriores. 

Naquela época, Neto também colocou dinheiro no MBOX por achar que a moeda tinha um “potencial imenso” no médio prazo, bem como disse ter investido “pesado” em RON, token nativo da sidechain do Axie Infinity.

Holdar até morrer

Nos seus tuítes desta segunda-feira, Felipe Neto retrucou um usuário que disse que só perdeu dinheiro quem investiu em shitcoins, questionando se “AXS e ADA eram shitcoins?”, apontando também a forte desvalorização de BTC, ETH, SOL e CAKE.

“Não se ferrou só quem comprou shitcoin. Mas enfim, eu sou holder e vai ficar lá até essa merda valorizar de novo, mesmo que leve até eu morrer, não vou tirar”, prometeu Neto.

Publicidade

Conforme observou o youtuber, as quedas do mercado cripto são generalizadas e, embora muitas altcoins estejam sofrendo mais do que o bitcoin, a moeda líder do setor está numa posição complicada.

O BTC caiu 15,6% só nas últimas 24 horas e atingiu uma mínima no dia de US$ 22.812 — sua pior cotação desde dezembro de 2020, segundo o CoinMarketCap.

O ether sofreu ainda mais neste início de semana ao ser atingido por uma queda de 17,7% que empurrou seu preço para US$ 1.245.

Todas as outras criptomoedas que Felipe Neto possivelmente tem na carteira estão em queda nesta segunda. Na verdade, todos esses ativos em questão acumulam perdas superiores a 50% nos gráficos anuais.

Desde o início de 2022, ADA já desvalorizou 65.20%, SOL -84%, AXS -85%, ETH -66%, CAKE -72%, BNB -56%, MBOX -89% e RON -93%. Do grupo, o bitcoin ainda se mantém como o ativo com a menor perda acumulada no ano, de 50,2%, segundo o CoinMarketCap.

Publicidade
VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Robinhood compra a exchange de criptomoedas Bitstamp por US$ 200 milhões

Robinhood compra a exchange de criptomoedas Bitstamp por US$ 200 milhões

Espera-se que o acordo em dinheiro de US$ 200 milhões seja fechado no primeiro semestre de 2025, sujeito a aprovações regulatórias
Imagem da matéria: Memecoins da TON sobem apesar de fraqueza do mercado cripto

Memecoins da TON sobem apesar de fraqueza do mercado cripto

Memecoins criadas na TON, como The Resistance Cat, tiveram alta de até 50% no domingo, recuperando parte das perdas recentes
Moedas douradas de Bitcoin (BTC) e um gráfico de preço ao fundo

Preço do Bitcoin despenca com liquidações de US$ 245 milhões no mercado

As liquidações de criptomoedas dispararam na terça-feira (11), com o Bitcoin despencando 5% e indo a US$ 66 mil
Imagem da matéria: Terraform Labs e Do Kwon pagarão US$ 4,5 bi para resolver o caso de fraude da SEC

Terraform Labs e Do Kwon pagarão US$ 4,5 bi para resolver o caso de fraude da SEC

Embora o magnata das criptomoedas ainda esteja em Montenegro, ele agora está sendo responsabilizado pessoalmente por US$ 204 milhões