Foto da búlgara Ruja Ignatova, criadora da pirãmide financeira OneCoin
Ruja Ignatova, a autointitulada Rainha das Criptomoedas, operadora do esquema de pirâmide OneCoin (Foto: Reprodução/Flickr)

Todo mundo tem um podcast atualmente, mas o Departamento Federal de Investigações dos EUA (ou FBI, na sigla em inglês) foi um dos primeiros a adotar esse meio de comunicação.

Seu popular podcast mensal “Inside the FBI” foi lançado em 2008 e hoje é o 11º maior dentre os podcasts do governo americano na loja da Apple, de acordo com o site de análise de podcasts Chartable.

Publicidade

O episódio de agosto é dedicado à “Rainha das Criptomoedas”, Ruja Ignatova, que está foragida desde que enganou investidores no esquema OneCoin em 2017. Clique aqui para escutar, com áudio em inglês.

Ela entrou para a lista dos Dez Mais Procurados do FBI em junho, apesar de haver uma recompensa de US$ 100 mil para quem tiver informações sobre Ignatova.

O podcast relembrou o caso, mas não forneceu novas informações.

A OneCoin, lançada em 2014, afirmava ser uma criptomoeda minerável com um fornecimento máximo de 120 bilhões de moedas.

O esquema atraía investidores com a promessa de ser um “Bitcoin killer” — um projeto tão bom e poderoso que iria superar a dominância do Bitcoin. Porém, diferente do Bitcoin, a blockchain da OneCoin não existia.

“A OneCoin é fácil de usar. A OneCoin é para todos. Faça pagamentos para qualquer lugar, para qualquer pessoa, em todo o mundo. E é isso o que somos. Cidadãos globais de um mundo pequeno que querem fazer a diferença”, disse Ignatova em 2016 durante um discurso — um ano antes de fugir após supostamente roubar bilhões de investidores.

Publicidade

“Atualmente, ela tem 42 anos de idade e tem olhos castanhos e cabelos castanhos escuros ou pretos”, explicou Monica Grover, apresentadora do podcast “Inside the FBI”, o que pode limitar bastante a identificação de Ignatova.

Porém, investigadores acreditam que ela pode ter mudado sua aparência física.

Ignatova “não era tão visível em 2018/2019 e cirurgiões plásticos são muito discretos com clientes ricos”, explicou Jamie Bartlett, jornalista investigativo e apresentador do podcast “The Missing Cryptoqueen” — ou “A Rainha das Criptomoedas Desaparecida”, em tradução livre — da BBC, que foi ao ar em 2019, ao Decrypt.

“[As autoridades] ficam de boca fechada sobre investigações em andamento.”

Na realidade, Grover disse, no podcast do FBI, que Ignatova pode não apenas ter mudado sua aparência física, mas é capaz de falar diversos idiomas, incluindo inglês, alemão e búlgaro — dificultando ainda mais sua localização.

Porém, Bartlett acredita que os policiais estão seguindo pistas aceitáveis: “Acredito que nós [apresentadores do ‘The Missing Cryptoqueen’] estamos chegando mais perto”, disse.

Publicidade

É claro que seria um final excelente para o podcast de Bartlett. Na realidade, ele disse que mais episódios estão em andamento e serão disponibilizados em breve.

E as autoridades? Talvez o FBI deva oferecer essa recompensa de US$ 100 mil em bitcoin.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Quer negociar mais de 200 ativos digitais na maior exchange da América Latina? Conheça o Mercado Bitcoin! Com 3,8 milhões de clientes, a plataforma do MB já movimentou mais de R$ 50 bilhões em trade in. Crie sua conta grátis!

VOCÊ PODE GOSTAR
Fazenda de Mineração de criptomoedas Salto del Guairá Paraguai -ANDE

Paraguai usa inteligência artificial para encontrar fazenda ilegal de mineração de Bitcoin

Autoridades apreenderam 176 ASICs em Saltos de Guairá com ajuda de sistema que mede a tensão de redes elétricas
Imagem da matéria: Chainlink (LINK) valoriza em meio à atualização de pagamentos rápidos e corrida de ETFs de Ethereum

Chainlink (LINK) valoriza em meio à atualização de pagamentos rápidos e corrida de ETFs de Ethereum

A Chainlink é a criptomoeda do top 30 que apresenta o melhor desempenho hoje
CEO do MB Reinlado Rabelo em evento da CVM na USP

“A Bolsa é sim lugar de startups”, diz CEO do Mercado Bitcoin em evento da CVM

Reinaldo Rabelo participou do evento do “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil”
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide