Imagem da matéria: FBI alerta para esquemas de fraude com criptomoedas via caixas eletrônicos
Foto: Shutterstock

O Departamento Federal de Investigações dos EUA (ou FBI, na sigla em inglês) emitiu um alerta contra esquemas fraudulentos que utilizam caixas eletrônicos de criptomoedas ou códigos QR para pagamentos.

“O FBI viu um aumento de fraudadores que direcionam vítimas a usarem caixas eletrônicos físicos de bitcoin e códigos QR digitais para completar transações de pagamento”, afirmou o departamento em um anúncio público.

Publicidade

Segundo o FBI, esses esquemas fraudulentos envolvem esquemas on-line de falsidade ideológica, romance e loterias.

No entanto, independente do tipo de esquema envolvido, o FBI afirma que os métodos de utilização de caixas eletrônicos de bitcoin e códigos QR são familiares.

A anatomia de um esquema

De acordo com o FBI, o fraudador geralmente pede pagamentos da vítima e, em troca, a encaminha para um caixa eletrônico cripto, equipado com um código QR associado à carteira do fraudador.

“A natureza descentralizada das criptomoedas cria desafios que dificultam sua recuperação”, afirmou, acrescentando que, quando uma vítima realiza um pagamento, o fraudador “instantaneamente vira o dono da criptomoeda e imediatamente transfere os fundos para uma conta no exterior”.

É claro que isso se difere de uma transferência eletrônica tradicional, em que pagamentos demora um ou dois dias antes de serem liquidados. “Também pode dificultar a recuperação dos fundos por autoridades policiais e resultam na perda financeira das vítimas”, acrescentou.

Publicidade

Dicas para se proteger

Junto com o alerta, o FBI compartilhou pontos para que as pessoas se protejam de esquemas relacionados a caixas eletrônicos de criptomoedas.

As dicas reiteram alguns dos conselhos mais antigos em termos de segurança financeira. Incluem evitar o envio de pagamentos a pessoas com as quais você só conversou on-line e não atender a chamadas de números desconhecidos.

Além disso, o FBI aconselha pessoas de não usarem caixas eletrônicos criptomoedas que promovem a anonimidade.

“Esses caixas eletrônicos de criptomoedas podem não estar em conformidade com as regulações federais americanas e podem facilitar a lavagem de dinheiro”, afirmou o departamento, acrescentando que instruções para o uso de caixas eletrônicos de criptomoedas são “um grande indicativo de fraude”.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

As baleias de Bitcoin compraram avidamente a última queda; investidores de longo prazo agora aguardam a próxima alta para realizar lucros
Costas de um policial de Hong Kong

Empresário e filho se entregam à polícia após sequestrarem investidora de criptomoedas

A dupla teria tentado acertar as contas com a mulher de 55 anos que teria intermediado um investimento de cerca de R$ 10 milhões em criptomoedas
Imagem da matéria: O poder dos RWA: executivo explica por que faz sentido tokenizar ativos do mundo real

O poder dos RWA: executivo explica por que faz sentido tokenizar ativos do mundo real

Fabrício Tota, diretor do MB, discutiu no Ethereum Rio como empresas podem tirar o máximo proveito da tecnologia blockchain através da tokenização
Imagem da matéria: Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Fundador do Telegram diz que manterá seus tokens do Notcoin até multiplicarem por 100

Pavel Durov detém 1% do maior token de jogo deste ano, doado pelos jogadores. E ele não está vendendo seus Notcoin – não agora, pelo menos