Imagem da matéria: Exchange brasileira de Bitcoin contrata empresa para realizar auditoria
(foto: Shutterstock)

A exchange brasileira de bitcoin e criptomoedas NegocieCoins contratou a curitibana Müller & Prei fazer uma auditoria dos processos envolvendo as empresas do grupo que controla a corretora, o Bitcoin Banco.

Conforme a empresa, é a primeira vez no Brasil que uma empresa do segmento fará uma auditoria com uma empresa externa.

Publicidade

De acordo com o comunicado enviado à imprensa, o processo de análise dos balanços e dos processos de gestão interna, além da emissão de um relatório final, começa em setembro de 2017, quando houve a incorporação da exchange NegocieCoins ao Grupo Bitcoin Banco. Posteriormente, todo o ano de 2018 também auditado e o trabalho prosseguirá de forma contínua.

Além da parte contábil, também será realizada a auditoria dos processos fiscal, trabalhista e previdenciário. Dois auditores vão trabalhar de forma dedicada às empresas do grupo.

Questionado pelo Portal do Bitcoin sobre porque não se optou por contratar uma das Big Four de auditoria (EY, PwC, Deloitte e KPMG), a assessoria de imprensa da empresa disse que “a prospecção do grupo foi feita em caráter sigiloso”.

A Müller & Prei tem escritórios no Paraná, Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Além de auditoria, oferece serviços de consultoria, de terceirização de serviços e de sistemas e soluções.

Publicidade

A auditora foi responsável por conferir o balanço contábil de 2017 do time de futebol Paraná Clube. O relatório financeiro final, que foi disponibilizado para o público, mostrou que o clube fechou as contas no vermelho.

A Müller & Prei Auditores Independentes tem equipe multidisciplinar e realiza trabalhos de auditoria e consultoria contábil, trabalhista, previdenciária, de controles internos dentro das Normas Internacionais de Contabilidade e Auditoria. A empresa é registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e no Banco Central do Brasil (BACEN), tem atuação nacional e escritórios em Curitiba, Blumenau e Porto Alegre.

“A contratação da Müller & Prei é de suma importância. Trata-se de uma empresa com grande credibilidade no mercado, que apostou em investir em um segmento ainda não explorado. Essa iniciativa demonstra a preocupação do Grupo Bitcoin Banco com a transparência de seus negócios no segmento das criptomoedas”, avalia o gerente de compliance do Grupo Bitcoin Banco, Johnny Pablo Santos.

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: EUA acusam  2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

EUA acusam 2 chineses de lavarem US$ 73 milhões em esquema com criptomoedas

O Departamento de Justiça acusou Daren Li e Yicheng Zhang de orquestrar um esquema com criptomoedas de “abate de porcos”
Bitcoin e grafico de mercado

Traders de Bitcoin miram US$ 74 mil já na próxima semana com nova onda de fluxo positivo para ETFs

Com ETFs registrando quatro dias seguidos de entradas e dados de inflação nos EUA abaixo do esperado, o Bitcoin já começou a retomar a alta e superou os US$ 66 mil
Imagem da matéria: Grupo que desviou R$ 10 milhões em Portugal e lavou com criptomoedas é alvo de operação da PF

Grupo que desviou R$ 10 milhões em Portugal e lavou com criptomoedas é alvo de operação da PF

Operação Redescobrimento, da Polícia Federal, desarticulou um grupo de brasileiros que aplicava golpes em Portugal e lavava com criptomoedas
Imagem da matéria: Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Ripple anuncia programa contínuo de bolsas em dinheiro para programadores do Brasil

Meta é que comunidade de programadores crie soluções na XRP Ledger, blockchain usada pela empresa e que tem o token nativo XRP