Imagem da matéria: Europa poderá exigir que todas as empresas cripto enviem dados de clientes às autoridades fiscais
Shutterstock

Empresas de todos os portes que processam transações criptográficas na União Europeia (UE) em breve precisarão providenciar informações sobre seus clientes às autoridades do bloco para fins fiscais, de acordo com a legislação proposta para os países-membros.

A nova política, apresentada como um complemento a um pacote mais amplo de medidas antifraude fiscal, diz que mesmo os operadores de criptoativos não europeus precisarão relatar transações, se tiverem clientes residentes na UE.

Publicidade

As empresas precisariam fornecer informações pessoais sobre seus usuários, incluindo onde moram, quando e onde nasceram, às autoridades fiscais. Além disso, eles precisariam incluir o valor que a pessoa gastou comprando cripto ou quanto recebeu com a venda.

A UE está no meio da finalização de seu pacote histórico de regulamentação de cripto, o Markets in Crypto Assets, apelidado de MiCA. O projeto de lei, que estabeleceria uma estrutura para serviços criptográficos entre seus membros, deve ser votado em fevereiro.

Os formuladores de políticas disseram que a introdução da obrigação de relatar a receita obtida por meio de investimentos em cripto ajudaria os estados-membros da UE a obter uma imagem precisa de quais impostos são devidos, levando a uma receita adicional de até € 2,4 bilhões (US$ 2,53 bilhões, ou R$ 12,5 bilhões)

Regras comuns para esses reportes também ajudariam o setor, de acordo com a comissão.

“A transparência na receita obtida pelos investidores em criptoativos melhoraria o nível de igualdade com os ativos mais tradicionais”, disse a proposta.

Publicidade

Para a UE, a implementação das regras custaria € 300 milhões iniciais, seguidos por outros € 25 milhões a cada ano.

Quanto às empresas afetadas, os formuladores de políticas dizem que a iniciativa teria um impacto “limitado” nas pequenas e médias empresas, argumentando que as informações a serem relatadas já estão disponíveis para elas.

“Embora a iniciativa traga custos de conformidade, pode ser mais favorável para as PMEs ter um único conjunto de regras em toda a UE, em vez de uma potencial colcha de retalhos de requisitos de relatórios em toda a UE”, disse o resumo do Conselho de sua avaliação de impacto.

Defensores das criptomoedas se opõem à UE

Há temores entre os defensores da indústria de que a regulamentação sobrecarregue as empresas que operam na região.

“As informações solicitadas dos CASPs [provedores de serviços de ativos criptográficos] são extremamente significativas e complexas de calcular”, disse o presidente da European Crypto Initiative, Simon Polrot. “O custo estimado para os prestadores de serviço parece subestimado, e a massa de informação a ser produzida e enviada será enorme. As autoridades fiscais [do Estado-Membro] terão meios para processar esta informação?”

Publicidade

O feedback sobre a proposta está aberto por pelo menos oito semanas, após as quais quaisquer respostas serão apresentadas ao Parlamento Europeu e ao Conselho como parte do debate legislativo.

*Traduzido com autorização do Decrypt

Participe da comunidade de criptomoedas que mais cresce no Brasil. Clique aqui e venha conversar no Discord com os principais especialistas do país.

VOCÊ PODE GOSTAR
martelo de juiz com logo da binance no fundo

Governo dos EUA contrata empresa para monitorar a Binance

A Forensic Risk Alliance venceu a disputa contra a Sullivan & Cromwell, que atuou no caso FTX
Imagem da matéria: Governo proíbe uso de  criptomoedas em apostas esportivas

Governo proíbe uso de criptomoedas em apostas esportivas

Secretaria de Prêmios e Apostas vetou o uso de criptomoedas para apostas e pagamentos
Celular com logotipo da BInance

Binance anuncia fim do suporte a uma stablecoin que afetará pares com Bitcoin e Ethereum

A exchange também anunciou a listagem de novos pares de negociação com Lira turca
Imagem da matéria: Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

Bitcoin salta 6% e supera US$ 66 mil conforme a inflação desacelera nos EUA

“Os números do CPI dos EUA desencadearam uma ruptura na faixa de ativos de risco”, disse a empresa de Cingapura QCP Capital sobre a alta do Bitcoin