Imagem da matéria: EUA lançam mega operação contra 11 empresas acusadas de montar pirâmides com criptomoedas; veja lista
Foto: Shutterstock

O Departamento de Inovação Proteção à Inovação do estado da Califórnia (EUA) lançou uma ampla ofensiva na terça-feira (27) contra empresas do setor de criptomoedas acusadas de na verdade serem pirâmides financeiras, segundo aponta a entidade.

Foram emitidos ordens de desistência (desist and refrain, na expressão em inglês) contra 11 empresas, o que significa que elas devem parar de oferecer seus produtos e serviços aos consumidores.

Publicidade

Segundo o Departamento afirma em comunicado para a imprensa, todas as empresas ofereceram e venderam ações mobiliárias não qualificadas; e dez delas produziram material falso para enganar os investidores.

Nove empresas solicitaram fundos aos investidores para supostamente fazerem transações de compra e venda de criptomoedas. Uma delas pediu criptomoedas para alegadamente desenvolver uma plataforma no metaverso e outra dizia ser uma operação de Finanças Descentralizadas (DeFi).

Todas, seguno o Deparatmento, usavam dinheiro de novos investidores para pagar os antigos, o que caracteriza uma pirâmide financeira ou esquema Ponzi, como o golpe é conhecido nos EUA.

Além disso, outro indício é que todas tinham programas de incentivo para que os membros fossem recompensados caso trouxessem mais investidores.

Publicidade

Exemplos de golpe

A agência governamental dos EUA disse que as empresas são exemplos clássicos programas de investimento de alto rendimento (HYIPs, na sigla em inglês).

“Essas são fraudes de investimento que normalmente prometem altos retornos com baixo risco e retornos excessivamente consistentes, fornecem poucos detalhes sobre as pessoas que administram o HYIP, usam linguagem vaga para descrever como o HYIP ganha dinheiro, oferecem bônus de referência, facilitam depósitos e saques com ativos criptográficos, e usar as mídias sociais para chamar a atenção e atrair investidores”, aponta o comunicado.

Veja abaixo a lista de empresas sancionadas pelo Departamento da Califórnia:

  • Cryptos OTC Trading Platform Limited – suposta plataforma de negociação de ativos cripto
  • Elevate Pass LLC – suposta plataforma de publicidade e negociação de ativos cripto
  • GreenCorp Investment LLC – suposta plataforma de negociação de ativos cripto
  • Metafiyielders Pty Ltd – suposta plataforma DeFi
  • Pegasus – suposta plataforma de negociação de ativos cripto
  • Polinur ME Limited – suposta empresa de desenvolvimento de software metaverso
  • Remabit – suposta plataforma de negociação de ativos cripto
  • Sity Trade – suposta plataforma de negociação de ativos cripto
  • Sytrex Trade – suposto ativo cripto e plataforma de negociação forex
  • Vexam Limited – suposta plataforma de negociação de ativos cripto
  • World Over the Counter Limited – suposta plataforma de negociação de ativos cripto

Procurando uma corretora segura que não congele seus saques? No Mercado Bitcoin, você tem segurança e controle sobre seus ativos. Faça como nossos 3,8 milhões de clientes e abra já sua conta!

VOCÊ PODE GOSTAR
Imagem da matéria: Mercado se anima com futuros de Bitcoin na B3, mas analistas apontam riscos para investidores iniciantes

Mercado se anima com futuros de Bitcoin na B3, mas analistas apontam riscos para investidores iniciantes

B3 lançou na última quarta o contrato futuro de Bitcoin, mas especialistas lembram que o produto oferece muitos riscos
Dedo indicador apoia bolo de dinheiro em forma digital

Mercado Bitcoin e Escala se juntam em tokenização inédita de R$ 29 milhões em operação na fintech Asaas

Operação viabilizou o acesso de clientes qualificados do MB a investimento na Asaas, antes restrito a grandes fundos de VCs
Tigran Gambaryan, chefe de compliance da Binance, posa para foto

Executivo da Binance que fugiu da Nigéria é localizado e pode ser extraditado

Autoridade queniana disse que não é simplesmente prender, pois Nadeem Anjarwalla é de família influente que “tem o apoio de algumas pessoas poderosas”
Criptomoedas formam círculo com bitcoin no centro

Alta do Bitcoin torna criptomoedas o investimento mais buscado no Brasil em março

As criptomoedas superaram os CDBs e fundos de ações e multimercado no ranking do buscador de investimentos Yubb