Pessoa digita em um laptop - ao lado uma calculadora
Foto: Shutterstock

A Medeiros & Medeiros, escritório responsável pelo processo de falência da InDeal, liberou um formulário online para que os credores da falida pirâmide informem seus créditos. A InDeal quebrou em 2019, deixando um prejuízo de R$ 1 bilhão a investidores do bitcoin (BTC) que acreditaram em uma falsa promessa de rendimentos.

Segundo a Medeiros, a página foi criada devido ao elevado número de credores e à complexidade material da realização do processo estrutural, seguindo orientações da justiça. Portanto, diz o escritório, o intuito é possibilitar amplo acesso às informações, permitir o acompanhamento do andamento processual e facilitar habilitações e divergências administrativas.

Publicidade

A falência da InDeal Consultoria em Mercados Digitais Ltda. foi decretada pelo Juízo da Vara Regional Empresarial da Comarca de Novo Hamburgo/RS em 14/12/2022.

Para acessar o formulário, a Medeiros & Medeiros liberou o link https://www.falenciaindeal.com.br/home. Lá, o interessado deve clicar na aba “Habilitações e Divergências” e fazer o preenchimento tanto para poder resguardar os seus créditos e então aguardar a liberação dos pagamentos mediante determinações da justiça quanto para informar divergẽncias de valores.

O formulário está habilitado para pessoas físicas e jurídicas, inclusive para credores que fizeram acordo com a InDeal no passado.

“Os titulares dos créditos poderão realizar suas habilitações diretamente pelo site indicado, contando com todo o suporte da administradora judicial em caso de dúvidas ou dificuldades com a plataforma”, disse  o advogado Laurence Medeiros, sócio da Medeiros Administração Judicial, segundo publicação do Jornal NH da última quarta-feira (22).

Publicidade

Pirâmide financeira InDeal

A ação penal contra a InDeal e os sócios continua em andamento. Em julho do ano passado, o Ministério Público Federal pediu a condenação de 15 réus, suspeitos de administrar um esquema que prometia falsos rendimentos em aplicações em Bitcoin de até 15% ao mês.

Na semana passada, o Superior Tribunal de Justiça proibiu que os advogados de dois líderes da pirâmide InDeal, Ângelo Ventura da Silva e Marcos Antonio Fagundes, continuassem a procurar clientes lesados com um suposto objetivo de fazer acordos para pagamentos dentro do âmbito de recuperação extrajudicial da empresa.

Ambos os réus já não estão mais presos desde o ano passado, após terem obtido liminar no próprio STJ mudando a prisão preventiva para medidas cautelares.

VOCÊ PODE GOSTAR
simbolo do dolar formado em numeros

Faculdade de Direito da USP recebe evento da CVM sobre democratização dos mercados de capitais

Centro de Regulação e Inovação Aplicada (CRIA) da CVM vai a “Tecnologia e Democratização dos Mercados de Capitais no Brasil” com transmissão ao vivo no Youtube
Imagem da matéria: Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Bitcoin entra em onda de alta e atinge o seu maior preço desde o halving

Dados do CoinGecko mostram que o Bitcoin subiu cerca de 3% no último dia e no período de uma semana valorizou em 9%
Imagem da matéria: Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

Bitcoin cai mas analistas ainda acreditam que preço vai chegar a US$ 150 mil este ano

A AllianceBernstein concorda com os analistas do Standard Chartered e acredita que o preço do BTC mais que dobrará nos próximos 18 meses
Imagem da matéria: Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

Investidores aproveitam queda do Bitcoin para acumular ainda mais moedas

As baleias de Bitcoin compraram avidamente a última queda; investidores de longo prazo agora aguardam a próxima alta para realizar lucros