ADRIANO C. FACCIO
Foto: Divulgação

“Aumente em até 7x seu faturamento com o seu potencial cognitivo”, diz o anúncio no site de um suposto complexo de vitaminas chamado Tradercaps vendido para day traders no Brasil. O produto se tornou piada na internet brasileira.

A forma como as pílulas vêm sendo oferecidas, contudo, pode ser entendida como uma propaganda enganosa por associá-lo a ganhos no mercado financeiro.

Publicidade

Por isso, as peças publicitárias já estão nas mãos do Conar, o Conselho Nacional Auto Regulamentação Publicitária. Quanto ao produto, a Anvisa foi questionada pelo Portal do Bitcoin para informar se o produto pode ser vendido sem registro, conforme alega a empresa.

Piada no Fintwit

Um dos primeiros a fazer piada sobre o assunto, foi um dos fundadores da Nord Renato Breia. Ele postou no Twitter publicou um vídeo da propaganda do Tradercaps que contabilizava 40 mil visualizações até a publicação desta reportagem.

Na peça publicitária, há forte apelo emocional que pode induzir o day trader a pensar que as cápsulas vão ajudá-lo a obter ganhos no mercado financeiro.

Nos comentários do vídeo, inclusive, vários usuários pensaram se tratar de “fake”:

“Claro que é mentira, não é possível que seja sério!”, escreveu DatenshiBlue. “Não é possível”, disse também o usuário Luiz Nunes.

Publicidade

Segundo a propaganda, trata-se de “nootrópicos” — conhecidos como “smart drugs” ou drogas da inteligência — “cientificamente formulados para day traders”.

As frases no vídeo são apelativas: “potencializa seus ganhos com Tradercaps”; “ganhe dinheiro com o máximo de sua mente”.

No site não é diferente: “a revolução da mente humana chegou ao mercado brasileiro: a primeira pílula focada na alta performance de um Trader!”.

Um pouco antes de Breia, o economista Pablo Spyer, célebre pelos vídeos diários nos quais analisa o mercado, postou uma imagem da propaganda do produto e também fez um alerta aos potenciais consumidores.

Quem vende para os day traders

De acordo com o site do produto, trata-se de um suplemento importado dos EUA que é “dispensado de registro conforme Resolução RDC n. 240/2018”.

Publicidade

Conforme informações na plataforma, as empresas responsáveis pela importação e distribuição do Tradercaps são, respectivamente, Nutrisenior e AS Foods (CNPJ 35.679.533/0001-26), ambas com sede em São Paulo. O domínio

No site do produto, há a informação de que as vendas também são realizadas na Amazon. Em uma busca feita pela reportagem, não foi possível encontrar nenhum vendedor. Além disso, nenhum link da suposta central de atendimento funciona — seja para rastrear o produto, seja sobre os termos e condições da venda.

Considerando o controverso anúncio do Traderscap e os diversos cursos que têm sido oferecidos aos iniciantes no day trade, o momento mostra o quão lucrativo pode ser a exploração de emoções de quem quer dinheiro no curto prazo.

Tanto o comercial em vídeo quanto a propaganda no site estão sendo analisados pelo Conselho de Ética do CONAR, instituição que fiscaliza propagandas veiculadas no Brasil.

A reportagem também tentou contato com a empresa responsável pelo produto por meio do email informado no site, mas a mensagem retornou como ‘endereço inválido’.

Publicidade
VOCÊ PODE GOSTAR
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
Sunny Pires surfando

Surfista brasileiro recebe patrocínio em criptomoedas de comunidade web3

Sunny Pires, de 18 anos, embarca neste mês em expedição à Nicarágua com apoio da comunidade web3 Nouns
Antônio Neto Ais e Fabrícia Campos, casal que lidera a Braiscompany (Foto: Reprodução/Instagram)

MPF faz nova denúncia contra donos da Braiscompany e doleiro por lavagem de dinheiro

Antônio Neto e Fabrícia Farias realizaram operações financeiras de grande porte com características de lavagem de dinheiro em pleno colapso da pirâmide
Moedas de Bitcoin sobre mesa espelhada

Estudo mostra que 61% dos investidores brasileiros não pretendem vender Bitcoin

Pesquisa realizada pela Bitget releva otimismo pós-halving do Bitcoin