Imagem da matéria: Empresa que prometia ser rival do Uber Eats no Reino Unido desaparece após venda de token
Falsa empresa fez forte campanha nas redes sociais (Foto: Reprodução/TikTok)

Dias após o governo do Reino Unido afirmar que as fraudes envolvendo criptomoedas neste ano já são 30% maior que durante todo 2020, um novo golpe atingiu com força o país.

Conforme mostra reportagem da Vice, uma falsa empresa com o nome CryptoEats estava há algumas semanas promovendo seu lançamento por meio de influenciadores em redes sociais e pela imprensa tradicional.

Publicidade

O golpe foi elaborado: os criminosos chegaram a fazer um evento com influenciadores, no qual bicicletas com o logo da suposta startup estavam expostas. Além disso, fizeram roupas e sacolas com a marca da empresa para os influenciadores usarem e conferirem maior legitimidade ao esquema.

A falsa empresa afirmava que havia captado US$ 8 milhões em uma Série A em rodada de investimentos e que sua ideia era competir com o UberEats ao permitir que os clientes pagassem pela comida com criptomoedas.

O canal de YouTube Scarcity Studio reuniu grande parte das divulgações feitas por influencers da empresa que nunca existiu:

Golpe utilizou Binance Coins

O press release foi divulgado por uma ferramenta tradicional (GlobeNewswire) e publicado pelo portal Yahoo. O texto dizia que o fundador da startup se chamava Wade Phillips e que a companhia já havia estabelecido uma parceria com o McDonald’s.

Um dos diferenciais seria o tratamento aos trabalhadores. A CryptoEats dizia que iria pagar um salário fixo e que os trabalhadores teriam um fundo previdenciário.

Publicidade

Agora, todos os indícios apontam que não existe ninguém com o nome Wade Phillips e que tudo não passou de um balão de fumaça.

Registros de blockchain mostram que, logo após lançar o token, a conta da desenvolvedora da CryptoEats transferiu US$ 500 mil em Binance Coin para várias carteiras e sumiu. Instagram, Telegram e site foram apagados.

Golpe elaborado

Entre os influenciadores que divulgaram o golpe estão o DJ Charlie Sloth (um milhão de seguidores no Instagram) e o personal trainer “hstikkytokky” (387 mil seguidores no TikTok).

Os criminosos inclusive fizeram uma festa de lançamento da marca, colocando bicicletas com o logo da empresa do lado de fora. Este foi um dos fatores que fizeram o DJ Charlie Sloth se dizer incrédulo ao ver que tudo era uma fraude.

Publicidade

“Eles me pagaram para fazer um vídeo promocional do app de comida deles e não de uma criptomoeda. Fui convidado para o evento deles e eles tinham todas as bicicletas de delivery do lado de fora. É nojento que pessoas enganem os outros para tomar um dinheiro que foi obtido com trabalho duro”, disse Sloth nesta segunda-feira (19) em seu Instagram.

Veja abaixo publicação no Twitter que registra a fala do DJ Charlie Sloth:

VOCÊ PODE GOSTAR
criptomoedas caindo no fogo

Manhã Cripto: onda vendedora em mercados globais pressiona criptos; OKX lança rede de segunda camada

Expectativa por realização de lucros com a proximidade do halving puxa o Bitcoin, que acaba pressionando as outras criptomoedas
Imagem da matéria: OKX corta taxas de negociação e introduz taxa negativa no Brasil; entenda

OKX corta taxas de negociação e introduz taxa negativa no Brasil; entenda

Segundo a OKX, haverá um modelo de níveis em que usuários poderão ter taxas de maker negativas ou zeradas dependendo do saldo na exchange
predio com logo da corretora binance

Binance desiste de registro em Portugal e pode voltar à Índia com multa de US$ 2 milhões

Em Portugal, a empresa não conseguiu dar conta de uma série de pressupostos essenciais para o licenciamento da operação a nível nacional, diz mídia local
Imagem da matéria: Briga entre Elon Musk e Alexandre de Moraes pode tirar o X do ar no Brasil?

Briga entre Elon Musk e Alexandre de Moraes pode tirar o X do ar no Brasil?

Troca de farpas entre Elon Musk e ministro do STF levanta possibilidade de suspensão do X/Twitter no país