Um monte de moedas de bitcoin em mesa em que homem mexe no celular
Foto: Shutterstock

A empresa de contabilidade Ernst & Young negou estar por trás da movimentação de fundos transferidos por engano há três anos para carteiras frias inacessíveis associadas à QuadrigaCX, a infame exchange cripto canadense que perdeu US$ 190 milhões em criptomoedas de usuários antes de seu CEO morrer em circunstâncias misteriosas.

No dia 19 de dezembro, o pesquisador ZachXBT sinalizou uma movimentação de 104 Bitcoins (cerca de US$ 1,7 milhão) divididos em cinco carteiras frias, grande parte tendo como destino a carteira de privacidade Wasabi.

Publicidade

Esses bitcoins estavam inativos há mais de três anos, uma vez que os funcionários da exchange em colapso “inadvertidamente” enviaram os BTCs para essas carteiras sob supervisão da EY. 

A empresa de contabilidade é a autoridade apontada pelo Tribunal e a Administradora de Falências responsável por supervisionar o desenrolar da agora extinta exchange cripto, e também está encarregada de recuperar fundos imobilizados. 

Não estava claro anteriormente se as carteiras ainda estavam ativas, e ainda não está claro quem poderia ter movimentado recentemente esses bitcoins. A Ernst & Young negou qualquer envolvimento na movimentação dos fundos.

Em uma declaração na terça-feira, a empresa disse que, embora “tenha trabalhado com a administração e outros departamentos para recuperar os Bitcoins transferidos para essas carteiras”, as “chaves privadas associadas às carteiras frias não foram localizadas, apesar de uma revisão detalhada.” 

Publicidade

“Os Bitcoins bloqueados permaneceram dentro das carteiras frias da Quadriga até 16 de dezembro de 2022, antes do início das transferências não autorizadas”, acrescentou. “A Administradora confirma que não foi ela quem iniciou as transferências.”

Contatada para comentar o assunto, a EY ainda não ofereceu nenhuma pista sobre quem pode ter movimentado os Bitcoins na segunda-feira e como eles foram enviados por engano para as carteiras frias em 2019. 

O que aconteceu com a QuadrigaCX

A QuadrigaCX fechou abruptamente em fevereiro de 2019, deixando milhões em fundos de clientes retidos em carteiras frias offline aparentemente inacessíveis. O falecido CEO da exchange, Gerald Cotten, era o único responsável pela movimentação de fundos offline — um procedimento de segurança conhecido como “armazenamento frio” — mas os endereços das carteiras frias aparentemente eram conhecidos apenas por ele. 

A empresa de contabilidade Ernst & Young foi posteriormente nomeada para tentar recuperar as perdas em nome dos clientes. Anunciou semanas depois a transferência equivocada de 103 Bitcoins da exchange, então no valor de cerca de US$ 500 mil, para cinco carteiras frias QuadrigaCX diferentes que alegou não poder acessar. 

Publicidade

Investigadores amadores conseguiram encontrar cinco carteiras que receberam aproximadamente a mesma quantia — 104.335 Bitcoins, movida na terça-feira — por meio de várias pequenas transações.

Um suposto cúmplice de Cotten, Michael Patryn, que ressurgiu em fevereiro de 2022 sob o pseudônimo 0xSifu como parte do projeto DeFi Wonderland, disse em resposta às descobertas de ZachXBT esta semana, que os fundos foram transferidos por um funcionário da QuadrigaCX, “Alex”, agindo sob instruções da EY.  

“Eles alegaram ter perdido acidentalmente os fundos, enviando-os para carteiras extintas. Agora, de repente, os valores estão sendo movimentados novamente”, disse Patryn, questionando por fim a competência da equipe da QuarigaCX.

O fechamento repentino da exchange e a morte de Cotten na Índia em 2019 foram objeto de múltiplas investigações e especulações frenéticas. Inquéritos oficiais e vários jornalistas acabaram descobrindo que os fundos desaparecidos não estavam em grande parte presos em carteiras frias, mas tinham sido jogados fora propositalmente por Cotten, que operava a exchange como um esquema Ponzi e um cofrinho pessoal. 

A exchange ficou detida no Tribunal de Falências canadense por vários anos.

*Traduzido por Gustavo Martins com autorização do Decrypt.

Participe da comunidade de criptomoedas que mais cresce no Brasil. Clique aqui e venha conversar no Discord com os principais especialistas do país.

Publicidade
VOCÊ PODE GOSTAR
moeda de bitcoin sob nota de dinehiro da nigéria

Tensão entre Binance e Nigéria escala após CEO acusar governo de suborno de R$ 770 mi

Funcionário do governo nigeriano disse que alegações são infundadas e que disputa contra Binance deve ser resolvida na Justiça
Imagem da matéria: Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 64 mil; CEO da Binance clama para que “colega querido” seja libertado da prisão

Manhã Cripto: Bitcoin recua para US$ 64 mil; CEO da Binance clama para que “colega querido” seja libertado da prisão

Richard Teng fez uma publicação para pedir que as autoridades da Nigéria libertem Tigran Gambaryan
Imagem da matéria: Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin sobe mais de 3% após dado de inflação dos EUA cair em abril

Bitcoin, Ethereum e outras criptomoedas sobem nesta quarta-feira após o relatório do CPI dos EUA mostrar que os preços subiram mais lentamente que o esperado
Imagem da matéria: Volume de negociação de 'Notcoin' ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Volume de negociação de ‘Notcoin’ ultrapassa US$ 1 bilhão no maior airdrop de jogos de 2024

Jogo Notcoin, baseado no Telegram, lançou mais de 80 bilhões de tokens para cerca de 35 milhões de jogadores em um airdrop