Imagem da matéria: Empresa que comprou R$ 1,35 bilhão em bitcoin sinaliza novas aquisições
Foto: Shutterstock

A MicroStrategy, empresa americana de tecnologia listada na Nasdaq que comprou R$ 1,35 bilhão em bitcoin em agosto, anunciou nesta segunda-feira (14) um documento na SEC (equivalente da Comissão de Valores Mobiliários) no qual indica que pode voltar às compras.

O documento é resultado de uma reunião do Conselho de Admnistração que ocorreu na sexta. Nele, a empresa comunica que adotou uma nova Política de Reserva de Tesouraria:

Publicidade

“De acordo com a nova Política, os ativos de reserva de tesouraria consistirão em (i) caixa, equivalentes de caixa e investimentos de curto prazo (“Ativos de caixa”) mantidos pela Companhia que excedam as necessidades de capital de giro e (ii) bitcoin detidos pela Companhia, com bitcoin servindo como ativo de reserva de tesouraria principal em uma base contínua, sujeito às condições de mercado e às necessidades previstas do negócio para Ativos em dinheiro, incluindo futura atividade potencial de recompra de ações”, diz o texto.

Por fim, diz o mais importante: “Como resultado desta nova Política, as participações da Empresa em bitcoin podem aumentar além do investimento de $ 250 milhões que a Empresa divulgou em 11 de agosto de 2020”

Em, agosto a Microstrategy fez a compra de 21.454 bitcoins e se tornou a primeira de capital aberto a comprar bitcoin como parte de sua estratégia de reserva de valor. Contudo, não se sabe onde foi feita a aquisição nem onde estão custodiados os btcs.

Na época,  o CEO, Michael Saylor, disse que o movimento refletia a crença de que o Bitcoin, como a criptomoeda mais amplamente adotada no mundo, é uma reserva confiável de valor.

“Um ativo de investimento atraente com maior potencial de valorização de longo prazo do que manter dinheiro”, disse então.

VOCÊ PODE GOSTAR
Michaël van de Poppe em vídeo no Youtube

“É hora de investir em altcoins como Ethereum além do Bitcoin”, diz Michaël van de Poppe

Citando o Ethereum com uma das opções, o analista diz que o mercado de altcoins já passou por correção e que a tendência agora é de alta
moeda de Bitcoin ao lado de letreiro com ETF

Estado dos EUA investe R$ 510 milhões em ETF de Bitcoin da BlackRock

O investimento foi confirmado hoje pelo Conselho de Investimentos do Estado de Wisconsin (SWIB)
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram