Imagem da matéria: Empresa lança marketplace de compra e venda de máquinas de mineração de bitcoin
Foto: Shutterstock

A mineração de bitcoin (BTC) passou por uma enorme transformação no último ano, principalmente após a repressão da China fazer com que grande parte da indústria fosse para a América do Norte.

Esse é o motivo pelo qual a Foundry, uma empresa dos Estados Unidos de mineração de rápido crescimento, está lançando um novo mercado para combinar compradores e vendedores de máquinas para a mineração de bitcoin.

Publicidade

Chamado de FoundryX, o novo serviço atua como uma espécie de eBay da indústria de mineração, aproveitando suas relações com centenas de compradores e vendedores e atuando como um intermediador confiável para um negócio antes conhecido por práticas secretas ou duvidosas.

“As pessoas querem transparência”, afirmou Jeff Burkey, vice-presidente de desenvolvimento comercial da Foundry, que contou ao portal Decrypt que a compra de máquinas para a mineração de bitcoin geralmente exige um ato de fé envolvendo transações bancárias com a China como destino.

Foundry, que também gerencia um pool de mineração e opera suas próprias máquinas, afirma ter facilitado mais de US$ 125 milhões em vendas de equipamentos em 2021 e que garantiu mais de 40 mil máquinas para entrega ao longo de 2022.

Mineração de Bitcoin hoje

No início do Bitcoin, as pessoas conseguiam minerar a criptomoeda usando notebooks pessoais ou celulares.

No entanto, em 2015, a crescente popularidade do bitcoin exigiu que mineradores obtivessem poder computacional adicional na forma de máquinas específicas desenvolvidas com chips personalizados.

Publicidade

Atualmente, essas máquinas custam dezenas de milhares de dólares e são produzidas por duas fabricantes chinesas: Bitmain e MicroBT.

De acordo com Mike Colyer, CEO da Foundry, a repressão de cripto na China teve as atividades nacionais como alvo, mas não a fabricação de máquinas.

Mas Colyer acrescentou que a repressão resultou em uma disputa, conforme mineradores chineses tiveram de migrar suas máquinas para fora do país ou vendê-las a compradores de outros países, incluindo os EUA.

Assim, surgiu uma oportunidade para a Foundry, já que isso ajuda tanto compradores como vendedores a navegarem pelo processo complicado de enviar máquinas de mineração pelo mundo.

Embora a Foundry tenha apenas dois anos de operação, o sistema cresceu rapidamente.

De início, a empresa havia focado em suas próprias operações de bitcoin, mas logo expandiu para ajudar outras empresas norte-americanas a obterem e financiarem equipamentos e, em fevereiro, lançou um pool que surgiu como um dos maiores do mundo.

Publicidade

Subsidiária do gigante conglomerado cripto Digital Currency Group (ou DCG), a Foundry também possui um papel estratégico para sua empresa-mãe ao oferecer venda cruzada de serviços financeiros e administrativos pela Genesis, outra empresa do DCG, para seus clientes de mineração.

*Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

VOCÊ PODE GOSTAR
Ilustração de bandeira do Brasil dentro moeda de Bitcoin

Fundos cripto do Brasil captam mais R$ 1,5 mi e chegam a 21ª semana consecutiva de entradas

Vindo de uma grande sequência de captação, fundos de criptomoedas do Brasil estão em 3º lugar no ranking global, atrás apenas dos EUA e Hong Kong
Imagem da matéria: Reguladores afirmam que Coinbase não pode obrigá-los a criar regras “do zero” para setor de criptomoedas

Reguladores afirmam que Coinbase não pode obrigá-los a criar regras “do zero” para setor de criptomoedas

Em um processo judicial, a SEC argumentou que a Coinbase não pode exigir que o regulador escreva novas regras para o setor cripto
Imagem da matéria: Ethereum pode surpreender positivamente nos próximos meses, diz Coinbase

Ethereum pode surpreender positivamente nos próximos meses, diz Coinbase

Subindo menos que outras criptomoedas em 2024, o Ethereum pode se recuperar e superar seus pares nos próximos meses, avalia a Coinbase
Imagem da matéria: Corretoras fazem ação para ajudar vítimas de enchentes no RS; 4 vão dobrar doações de usuários

Corretoras fazem ação para ajudar vítimas de enchentes no RS; 4 vão dobrar doações de usuários

Binance irá doar vouchers de tokens BNB para moradores do Rio Grande do Sul, enquanto Bitso, Foxbit, Bybit e OKX irão dobrar os valores doados por seus clientes