Imagem da matéria: Empresa de Warren Buffet é multada por violar sanções contra o Irã
Foto: Shutterstock

Uma subsidiária estrangeira da empresa Berkshire Hathaway, do famoso investidor Warren Buffet, foi multada pelo Departamento do Tesouro americano por violar sanções dos EUA sobre o Irã, conforme revelado pela CNN Business nesta terça-feira (20).

O grande conglomerado Berkshire Hathaway com sede em Omaha, Nebraska, reconheceu a conduta voluntariamente e concordou em pagar uma multa de US$ 4,1 milhões para o Departamento do Tesouro americano para liquidar sua responsabilidade.

Publicidade

Entre o final de 2012 e o início de 2016 a subsidiária turca do conglomerado de Buffet, Iscar Turkey, se envolveu de maneira consciente em transações com alvos de sanções dos EUA na época. A empresa teria buscado negócios no Irã com a finalidade de se consolidar no mercado.

Segundo revelado pela reportagem, o Departamento do Tesouro americano ainda afirmou que a Iscar Turkey deliberadamente escondeu sua conduta da Berkshire Hathaway aceitando pagamentos em dinheiro e em euro. Além disso, a subsidiária utilizou e-mails privados, emitiu falsas faturas e até mesmo empregou nomes falsos de empresas inexistentes para ocultar os compradores finais.

As sanções americanas sobre o Irã na época proibiam entidades americanas de realizarem negócios até mesmo de maneira indireta com o governo do Irã ou com pessoas vinculadas juridicamente com o governo. As sanções surgiram com a finalidade de frear e sabotar as ambições nucleares que o país islâmico demonstrava.

A subsidiária Iscar Tukey vendeu ferramentas de corte de metal, dentre outros produtos, para duas empresas turcas, mesmo sabendo que o destino final dos produtos seria para uma entidade iraniana.

Publicidade

Foram 144 pedidos de mercadorias que foram revendidas e enviadas ao Irã, no valor de US$ 383.443, conforme revelou o Departamento do Tesouro.  A subsidiária “demonstrou um padrão de conduta ao se envolver conscientemente em negociações proibidas por aproximadamente três anos”, alegou o Departamento do Tesouro.

Warren Buffett, diretor executivo e principal acionista da Berkshire Hathaway, possui um patrimônio líquido de quase US $ 80 bilhões, segundo a Forbes. O grande executivo e investidor não é mencionado pelo nome no acordo com o Departamento do Tesouro. Buffet é também um famoso opositor às criptomoedas: “eu não tenho nenhum bitcoin e nunca vou ter uma criptomoeda”, afirmou em entrevista à CNBC em fevereiro de 2020.

VOCÊ PODE GOSTAR
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Imagem da matéria: Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

Maior plataforma P2P de Monero fecha após 7 anos de operação

A plataforma peer-to-peer focada na moeda de privacidade Monero (XMR) citou “uma combinação de fatores internos e externos” para sua decisão de fechar as portas
Donald Trump ex-presidente dos EUA

Donald Trump recebe compradores de seus NFTs em jantar de luxo

O ex-presidente resolveu aproveitar o dia de folga do Tribunal de Nova York para receber os apoiadores no resort de luxo Mar-a-Lago
Moeda prateada da Chainlink com reflexo em um fundo roxo

Chainlink sobe 18% ao lançar projeto piloto em Wall Street com JP Morgan, BNY Mellon e DTCC

A DTCC anunciou que acaba de concluir um projeto piloto de tokenização com gigantes de Wall Street, como JP Morgan e BNY Mellon, aproveitando o CCIP da Chainlink