Imagem da matéria: Em parceria com a Foxbit, lojas da Calvin Klein vão aceitar Bitcoin neste Natal
Quatro lojas em São Paulo terão a nova opção de pagamento (Foto: Wikipedia)

As lojas da Calvin Klein vão passar a aceitar bitcoin neste Natal em quatro de suas lojas físicas no estado de São Paulo. O sistema é resultado de uma parceria da corretora de criptomoedas Foxbit com a CloudWalk, uma plataforma de pagamentos plug and play.

A parceria resultou na criação de uma solução que permite os pagamentos em bitcoin na mesma máquina POS que recebe os pagamentos em crédito e débito tradicionais. A Calvin Klein foi a primeira a implementar a tecnologia.

Publicidade

Quando a operação é realizada em bitcoin não gera custo de bandeira ou de banco porque é uma operação sem cartão, realizada pelo sistema de QRcode.

Os pontos que vão oferecer o novo método de pagamento são o da Rua Oscar Freire, e os das lojas nos shoppings Morumbi, Iguatemi São Paulo e JK Iguatemi.

Como é sabido, a volatilidade no preço das criptomoedas possivelmente é a maior barreira para que varejistas passem a aceitá-las. A grife, contudo, abriu as portas para a criptomoeda porque com a nova solução a empresa diminui os riscos de perdas com o movimento rápido dos preços. 

Isso porque, com a solução criada, no momento em que o cliente efetua o pagamento em bitcoin, o sistema abre uma ordem de venda imediatamente e o troca por moeda fiat (Real).

Publicidade

Em um comunicado de imprensa, João Canhada, CEO da Foxbit, disse que a solução é uma revolução na indústria de pagamentos e que ele está orgulhoso de contar com uma marca internacional como a Calvin Klein como primeira parceira.

No mesmo comunicado, Luiz Silva, CEO e cofundador da Cloudwalk, disse:

“A Cloudwalk é uma adquirente digital e temos como missão aceitar todos os meios de pagamentos, inclusive os criptoativos, em nossas soluções. Somos parceiros da Foxbit desde 2014 e muito felizes de desenvolver esse produto que é pioneiro na indústria em escala global”.

A Calvin Klein também se manifestou sobre a novidade nas palavras do diretor executivo da empresa no Brasil, Fábio Vasconcellos.

“Aceitar criptomoedas como forma de pagamento em nossas lojas foi uma evolução natural, pois se trata de uma realidade para uma grande parcela dos nossos clientes aqui no Brasil. Fomos pioneiros“, disse.

Publicidade

De acordo com o diretor de Tecnologia da Informação da Calvin Klein, Frederico Silveira, o projeto está totalmente alinhado às estratégias digitais da empresa devido às transações com bitcoin serem rápidas, baratas e seguras.


BitcoinTrade

Baixe agora o aplicativo da melhor plataforma de criptomoedas do Brasil
Cadastre-se e confira todas as novidades da ferramenta, acesse: www.bitcointrade.com.br

VOCÊ PODE GOSTAR
CEO da Galaxy Digital, Mike Novogratz, em entrevista ao BNN Bloomberg no YouTube

O Bitcoin precisa de uma nova narrativa para voltar a subir, segundo CEO da Galaxy Digital

Mike Novogratz também acredita que o preço do BTC flutue entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que novos eventos ocorram
Ilustração mostra mapa do Brasil com pontos ligados em blockchain

Banco Central, UFRJ, Polkadot e Ripple se unem para aprofundar pesquisas sobre interoperabilidade entre blockchains e DREX

A Federação Nacional de Associações dos Servidores do Banco Central (Fenasbac) antecipa…
Moeda do Bitcoin envolta por raios (Lightning Network)

Lightning Labs está trazendo stablecoins para a blockchain do Bitcoin

“Ideia é ter dólares criptografados e stablecoins na blockchain do Bitcoin”, explicou Elizabeth Stark, CEO da Lightning Labs
Imagem da matéria: Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Herdeiro paga R$ 2,2 milhões em Bitcoin para resgatar vítima de sequestro em Petrópolis, mas é enganado

Ao todo, vítima gastou quase R$ 5 milhões nos pagamentos: além do envio de Bitcoin, foram 40 depósitos bancários