Imagem da matéria: Em busca de dinheiro da Atlas Quantum, Justiça pede busca em empresa já fechada
Foto: Shutterstock

A informação de que nada foi encontrado nas contas bancárias da Atlas Quantum se espalhou rapidamente pelos grupos de WhatsApp e Telegram da comunidade brasileira de criptomoedas. Contudo, pelo menos por enquanto, a informação está incorreta.

Conforme o advogado do caso, a Justiça do Distrito Federal solicitou ao Badenjud e ao Renajud para fazer a busca a uma das empresas da Atlas Quantum que está com a CNPJ baixado. Como resultado, não encontrou nada.

Publicidade

“O juiz fez a busca em apenas uma das empresas. Estou pedindo a reconsideração no sentido de reparar a decisão e incluir todas as empresas do grupo econômico”, disse o advogado que entrou com a ação, Diego Bacelar Liparizi, ao Portal do Bitcoin.

Além disso, ele afirmou que também pediria a desconsideração da personalidade jurídica de Rodrigo Marques, CEO da Atlas Quantum. Na prática, isso significa atrás do patrimônio pessoal das pessoas físicas.

“Vou em busca dos sócios de até dois anos”, disse o advogado, que era cliente da Atlas e está com cerca de 6 btcs presos na plataforma.

Pelo menos até o momento não há informação concreta sobre as contas das demais empresas do grupo.

VOCÊ PODE GOSTAR
Antônio Ais posa para foto ao lado de carro

Criador da Braiscompany, Antônio Neto Ais é solto na Argentina

O benefício de prisão domiciliar valerá até que o processo de extradição para Brasil seja resolvido
Sob um banco de madeira três criptomoedas ao lado de um celular com logo do Nubank

Nubank libera envio e recebimento de criptomoedas de carteiras externas

Já estão disponíveis para essas transações Bitcoin, Ethereum e Solana; outras moedas e redes serão adicionadas em breve
Pizza em uma mão moeda de bitcoin na outra

Bitcoin Pizza Day: Corretoras comemoram data histórica do Bitcoin com promoções; confira

Semana tem pizza grátis, cashback, joguinho e descontos em comemoração à primeira transação comercial com o Bitcoin realizada há 14 anos
Gustavo Scarpa em um campo de futebol usando o uniforme do Atlético Mineiro

Scarpa x Bigode: Pedras preciosas não valem como garantia em processo contra pirâmide cripto, diz PF

Um laudo das pedras de alexandrita apreendidas da suposta pirâmide Xland foi avaliado por um juiz, que determinou que elas não têm valor significativo